Da Lapa a São Bento do Sul

Da cidade da Lapa vieram muitas familias para São Bento do Sul

Da cidade da Lapa vieram muitas famílias para São Bento do Sul

Muito pouco tem se falado sobre os primeiros brasileiros de São Bento do Sul – alguns já estavam na região quando chegaram os imigrantes, em 1873. Embora não habitassem a área central da cidade, os brasileiros eram a maioria em bairros como Mato Preto, Fragosos, Avenquinha e Bateias – na época, todos pertencentes a São Bento do Sul. Os livros de registros da Igreja Católica da cidade apontam um equilíbrio entre assentos de brasileiros e de imigrantes – talvez até em número superior para o elemento nacional.

A maior parte desses brasileiros, tidos, talvez até pejorativamente, como caboclos, vinha de São José dos Pinhais. Outros, no entanto, vinham da cidade da Lapa. A maior parte deles possui origem em antigas famílias de Curitiba e Paranaguá e, mais remotamente, nos primeiros portugueses e espanhóis que chegaram a São Paulo – além dos indígenas, que já estavam por lá.

Nos primeiros anos da Colônia São Bento, estabeleceram-se na cidade as seguintes famílias ou pessoas, vindas da Lapa, no Paraná (certamente houve mais, mas foram essas que, com ajuda do livro “Famílias Tradicionais”, do Paulo Henrique Jürgensen, e com pesquisas próprias, conseguimos identificar com certeza):

 

Anastácio José Preto, Antônio Baptista Fragoso, Belarmino Alves Pereira, Benedicto José Barbosa, Damaso Franco de Lima, David Alves Pereira, Eduardo Cavalheiro, Estelino Fernandes de Oliveira, Felippe Soares Fragoso (meu tetravô), Florentino Gomes Bueno, Francisco Antônio Maximiano, Generoso Fragoso de Oliveira (meu tetravô), Honório Alves, João Carvalho de Souza, João Baptista Fragoso, João Dias de Oliveira Santos, João Simões de Oliveira, Joaquim Lisboa, Joaquim Pinto de Oliveira Ribas, Jordão Lisboa dos Anjos, Manoel Carvalho de Souza, Manoel Ignácio Fernandes, Marculino Ferreira de Souza, Miguel Baptista Fragoso, Olímpio dos Anjos Costa, Paulo Preto de Chaves, Pedro João Ribeiro, Porfírio Carneiro de Souza, Tanargildo Alves de Miranda.

Um pensamento sobre “Da Lapa a São Bento do Sul

  1. Queria conhecer mais sobre seu tetravô .
    Estivemos recentemente no cemitério de Fragosos e me.entristeceu muito a não preservação de patrimônio tão importante para a localidade. Infelizmente a liderança do cemitério ou mesmo da localidade deixou escapar pelas mãos um pedaço da história.
    Se puderes compartilhar um pouco da história dele, agradeço. Morei até meus 15 anos em Fragosos e toda minha família vem deste lugar.
    Meu nome é Cristiane R. Jung (de Oliveira Santos) e meu email skarbobina@terra.com.br

    Obrigada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s