Os imigrantes da família Grossl

Publicado na Folha do Norte de 06.08.2013.

Grossl é um dos sobrenomes de origem boêmia mais comuns na região de São Bento do Sul. Foram cinco as famílias assim chamadas que, durante a década de 1870, decidiram deixar para trás a vida sem perspectiva que levavam nas aldeias de Hammern e Eisentrasse e embarcar numa verdadeira aventura rumo ao desconhecido Brasil.

A primeira família Grossl a imigrar foi a de Johann Grossl e sua esposa Theresia Linzmeyer, vindos pelo Shakespeare em 1874. O casal se estabeleceu na Estrada Argolo. A maioria dos seus descendentes continuou morando em São Bento. Descendentes de seu filho Franz Grossl, no entanto, se estabeleceram no lugar Lageado, em Piên. Johann Grossl, o filho, foi para a região de Mafra. Também há descendentes identificáveis em Jaraguá do Sul.

Em 1876, pelo Humboldt, veio a família de Georg Grossl e Franziska Linzmeyer, que se estabeleceram na Estrada dos Banhados. Mais tarde, o filho Franz Grossl se mudou para o lugar Faxinal, em Mafra. Pelo mesmo navio veio Margaretha Schreiner, viúva de Karl Grossl, e que se estabeleceu com os filhos na região de Lençol. Neste lugar estiveram boa parte dos seus descendentes, sendo que alguns foram para Rio Negrinho.

O Humboldt trouxe ainda Kasper Grossl e sua esposa Barbara Bangerl, também estabelecidos na região de Lençol. O filho Kasper morou na Estrada Argolo e o filho Josef no lugar Campina do Tigre, em Rio Negrinho. Alguns descendentes estiveram na Estrada dos Banhados. Boa parte permaneceu em São Bento. Por fim, Laurenz Grossl e Katharina Zöllner vieram pelo mesmo navio e se fixaram na Estrada dos Banhados, sem genealogia que alcance os nossos dias.

A foto abaixo, enviada por Marli Henning Rauth, retrata a família do carroceiro Josef Grossl, filho do imigrante Kasper e casado com Maria Beil. Aparentemente, foi tirada na segunda metade da década de 10. O casal foi pai de Maria, Thereza, Hedwiges, Catharina, Anna, Lina, Carlos, José, Frida, Alfredo e Luiz Grossl, nem todos presentes na foto.

Exibindo grossl.jpeg

4 pensamentos sobre “Os imigrantes da família Grossl

  1. Sou filha de Raul Jose Loersch. Minha avó, Rosina (Grossl) Loersch, casada com Francisco (Franz) Loersch (Lörsch). Nasci em Curitiba, PR e moro na Carolina do Sul, Estados Unidos.
    Minha tia Harit Biasi nos deu a informação sobre esta genealogia. Obrigada

  2. é noix, sou Grossl tb, sou de Mafra-sc e tem uma linhagem inteira aqui

  3. Sou filha de Cynira Grossl ,neta de Luiz Grossl.Moro em Curitiba.

  4. Sou Pedro Henrique Grossl filho de Ricardo Grossl, neto de Romário Grossl, bisneto de Ubaldo Grossl, tataraneto de Rodolfo Grossl.
    Ambos residiam no lençol. Eu resido em rio negrinho, SC
    Tenho muito interesse em ir mais longe nesta árvore genealógica, porém, não tenho mais a quem perguntar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s