Lista de sobrenomes de São Bento do Sul

Os sobrenomes abaixo estiveram presentes nos primeiros anos da colonização em São Bento do Sul. Entre parênteses está a origem das famílias na Europa.

Nem todas essas famílias ficaram na cidade. Muitas se espalharam por Campo Alegre, Rio Negrinho, Piên, Itaiópolis, Mafra, Canoinhas e outras cidades da região.

E aí, você identificou a sua família?

Se quiser saber mais sobre alguma dessas famílias, entre em contato nos comentários.

Achaz (Boêmia)
Altmann (Boêmia)
Angewitz (Prússia Ocidental)
Anton (Boêmia)
Arnold (Baviera)
Artner (Boêmia)
Aschenbrenner (Boêmia)
Augustin (Boêmia e Prússia Ocidental)
Bacherl (Boêmia)
Baier (Baviera)
Bail (Boêmia)
Balatka (Boêmia)
Banach (Prússia Ocidental)
Banak (Prússia Ocidental)
Baran (Galícia)
Baron (Galícia)
Bartnick (Áustria)
Bauer (Boêmia)
Baum (Silésia)
Bäumerl (Áustria)
Bayerl (Boêmia)
Bechler (Boêmia)
Beckert (Boêmia)
Behlke (Prússia Ocidental)
Belke (Prússia Ocidental)
Beil (Boêmia)
Bendlin (Pomerânia)
Bergmann (Boêmia)
Beuter (Saxônia)
Beyerl (Boêmia)
Biermann (Renânia)
Binek (Prússia Ocidental)
Blascheck (Boêmia)
Blaschkowski (Prússia Ocidental)
Bodziak (Galícia)
Boechler (Boêmia)
Bollmann (Hamburgo)
Bönish (incerta)
Bostelmann (incerta)
Bradtke (Hannover)
Brandl (Boêmia)
Brandt (Pomerânia e Silésia)
Bray (Boêmia)
Brey (Boêmia)
Brezinski (Prússia Ocidental)
Brockmann (Mecklenburg)
Brokopf (Boêmia)
Brosowski (Renânia)
Brugger (Prússia)
Brunnquell (incerta)
Brüske (Galícia ou Prússia Ocidental)
Brzeski (Galícia ou Prússia Ocidental)
Buba (Galícia)
Buchinger (Boêmia)
Büchner (Saxônia)
Casper (Galícia)
Chabowski (Prússia Ocidental)
Chapiewski (Prússia Ocidental)
Cherek (Prússia Ocidental)
Chlapsa (Galícia)
Christof (Boêmia)
Cichiewicz (Galícia)
Cichowiecz (Galícia)
Cieslinski (Prússia Ocidental)
Czadek (Boêmia)
Czapiewski (Prússia Ocidental)
Czernay (Boêmia)
Data (Prússia Ocidental)
Deller (Prússia Ocidental)
Denk (Boêmia)
Derenewicz (Galícia)
Dittert (Silésia)
Dobeck (Prússia Ocidental)
Dobner (Boêmia)
Dolla (Prússia Ocidental)
Dombitzki (incerta)
Dorner (Boêmia)
Drawans (Pomerânia)
Dreschler (Boêmia)
Dreweck (Prússia Ocidental)
Duffeck (Boêmia)
Dums (Boêmia)
Dziedzic (Galícia)
Eckel (Boêmia)
Eckl (Boêmia)
Eckstein (Boêmia)
Erhl (Boêmia)
Eichendorf (Prússia Ocidental)
Ellingen (incerta)
Endler (Boêmia)
Engel (Pomerânia)
Engler (Prússia Ocidental)
Erl (Boêmia)
Faralich (Prússia Ocidental)
Feix (Boêmia)
Felow (Pomerânia)
Fendrich (Boêmia)
Fertig (Pomerânia)
Finke (Boêmia)
Fischer (Saxônia e Boêmia)
Fleischmann (Boêmia)
Flemming (Prússia Ocidental)
Flenik (Prússia Ocidental)
Franz (Baviera e Pomerânia)
Freitag (Mecklenburg)
Fricka (Prússia Ocidental)
Friedrich (Boêmia)
Frisch (Boêmia)
Fryca (Prússia Ocidental)
Fuchs (incerta)
Fuckner (Westfália)
Furhbach (Boêmia)
Fuhrmann (Prússia Ocidental)
Funk (Boêmia)
Furmankiewicz (Galícia)
Furmann (Prússia Ocidental)
Fürst (Boêmia)
Gaertner (Boêmia e Silésia)
Galikowski (Prússia Ocidental)
Galkowski (Prússia Ocidental)
Garoskewicz (Galícia)
Gärtner (Boêmia e Silésia)
Gassner (Boêmia)
Gatz (Pomerânia)
Gelinski (Prússia Ocidental)
Giese (Pomerânia)
Glade (incerta)
Gliszczynski (Prússia Ocidental)
Goll (Pomerânia)
Gonschier (Silésia)
Gonsior (Silésia)
Göpfert (Boêmia)
Gorgas (Alemanha)
Görnert (Boêmia)
Gorniack (Galícia)
Gornowitz (Prússia Ocidental)
Gosdetzki (Galícia)
Greffin (Prússia)
Gregor (Boêmia)
Greinert (Prússia Ocidental)
Greipel (Silésia)
Grifka (Prússia Ocidental)
Grimm (Boêmia e Pomerânia)
Grobe (Hannover)
Grolob (incerta)
Grosskopf (Boêmia)
Grossl (Boêmia)
Grossmann (Boêmia)
Gruber (Boêmia)
Grund (Prússia Renana)
Gschwendtner (Boêmia)
Günther (Pomerânia)
Gurniack (Galícia)
Gürtler (Silésia)
Gutmann (Saxônia)
Gwisdalla (Prússia)
Gwisdatta (Prússia)
Habowski (Prússia Ocidental)
Hacker (Baviera)
Hackbarth (Pomerânia)
Hadas (Galícia)
Hannemann (Saxônia)
Hannig (Silésia)
Hansen (Prússia e Dinamarca)
Hannusch (Boêmia)
Hanush (Boêmia)
Hart (Prússia Ocidental)
Harz (Galícia)
Hastreiter (Baviera)
Hatschbach (Boêmia)
Haufe (Silésia)
Haupt (Boêmia)
Heiden (incerta)
Heiderich (Boêmia)
Heinrich (Boêmia)
Henning (Prússia)
Herbst (incerta)
Herdina (Boêmia)
Hereck (Prússia Ocidental)
Hermann (Prússia)
Hertl (Saxônia)
Hertz (incerta)
Hettwer (Silésia)
Heyse (Berlim)
Hien (Boêmia)
Hilgenstieler (Schleswig-Holstein)
Hille (Saxônia)
Hillebrand (Boêmia)
Hinke (Boêmia)
Hinz (Prússia Ocidental)
Hoffmann (Boêmia e Baviera)
Hornick (Baviera)
Hornig (Baviera)
Huber (Baviera)
Hübl (Boêmia)
Hübner (Boêmia)
Huebl (Boêmia)
Hümmelgen (Pomerânia)
Hussmann (Hamburgo)
Hüttl (Boêmia)
Jackl (Boêmia)
Jaeger (Boêmia)
Jaenk (incerta)
Jakusch (Prússia Ocidental)
Jankowski (Prússia Ocidental)
Jantsch (Boêmia)
Janzkowsky (Prússia Ocidental)
Jazdewsky (Prússia Ocidental)
Jazewsky (Prússia Ocidental)
Jedlinski (Galícia)
Jelinski (Prússia Ocidental)
Jensen (Dinamarca)
John (Boêmia)
Jung (Boêmia)
Jungbäck (Boêmia)
Jungbeck (Boêmia)
Junke (incerta)
Jürgensen (Dinamarca)
Kacynski (Prússia Ocidental)
Kahlhofer (Boêmia)
Kamienski (Polônia Russa)
Kanopka (Galícia)
Karachinski (Galícia)
Karasinski (Galícia)
Kardauke (Prússia)
Karwat (Galícia)
Kaschubowski (Prússia Ocidental)
Kaspschuck (incerta)
Katzer (Boêmia)
Kaulfersch (Boêmia)
Kaulfuss (Boêmia)
Kautnick (Boêmia)
Keil (Boêmia)
Kellner (Baviera)
Kern (Boêmia)
Kerscher (Baviera)
Kirschbauer (Boêmia)
Klaumann (incerta)
Klein (Baviera)
Kleinschmidt (Pomerânia)
Kmicik (Galicia)
Kmiecik (Galícia)
Knapik (Galícia)
Knop (Pomerânia)
Kobs (Prússia)
Kobus (Prússia Ocidental)
Koch (Prússia)
Kock (Prússia)
Koehler (Saxônia e Boêmia)
Koenig (Alemanha e Boêmia)
Kohlbeck (Boêmia)
Köhler (Saxônia e Boêmia)
Kollross (Boêmia)
Köne (Prússia)
König (Alemanha e Boêmia)
Konkel (Prússia Ocidental)
Konkol (Prússia Ocidental)
Konlatsch (Boêmia)
Konopka (Galícia)
Konrad (Boêmia)
Kopp (Silésia)
Koppe (Silésia)
Kötzler (Silésia)
Kowalski (Prússia Ocidental)
Krainski (Prússia Ocidental)
Krajewski (Pomerânia)
Krajinski (Prússia Ocidental)
Krause (Boêmia e Silésia)
Krenz (Hungria)
Kreppel (Baviera)
Kreschik (Galícia)
Kriegisch (Hungria)
Kroll (Prússia)
Kröppel (Baviera)
Krzisiki (Galícia)
Krzysiki (Galícia)
Kuchler (Boêmia e Prússia Ocidental)
Kujawski (Prússia Ocidental)
Kundlatsch (Boêmia)
Kunkol (Prússia Ocidental)
Kuonz (Baviera)
Kurowski (Galícia)
Kürten (Prússia)
Kwitschal (Boêmia)
Labenz (Prússia Ocidental)
Landowski (Prússia Ocidental)
Lang (Boêmia)
Langhammer (Boêmia)
Larsen (Noruega)
Laska (Prússia Ocidental)
Lawatsch (Boêmia)
Leck (Prússia Ocidental)
Ledebour (Prússia)
Leffke (Prússia Ocidental)
Leick (Prússia Ocidental)
Leyk (Prússia Ocidental)
Libuszowski (Galícia)
Liebl (Boêmia)
Lietz (incerta)
Lilla (Prússia Ocidental)
Linke (Boêmia)
Linzmayer (Boêmia)
Linzmeyer (Boêmia)
Lobermayer (Boêmia)
Lonski (Prússia Ocidental)
Lorenz (Boêmia)
Ludwig (Boêmia)
Ludwinski (Galícia)
Lurbietzki (Prússia Ocidental)
Lurwetzki (Prússia Ocidental)
Machnicki (Galícia)
Mai (Boêmia)
Maier (Boêmia)
Malinowski (Prússia)
Mallon (Pomerânia)
Malschitzky (Silésia)
Mann (Boêmia)
Mareth (Boêmia)
Maros (Boêmia)
Marsalek (Galícia)
Marschalek (Galícia)
Marschalk (Galícia)
Marx (Boêmia)
Marzateck (Galícia)
Maurer (Boêmia)
May (Boêmia)
Mayer (Boêmia)
Meier (Boêmia)
Meister (Silésia)
Meyer (Boêmia)
Michalski (Prússia Ocidental)
Michler (Silésia)
Michoski (Polônia Russa)
Milczewski (Galícia)
Mielke (Pomerânia)
Mikus (Galícia)
Mikush (Galícia)
Milde (Boêmia)
Minikowski (Prússia Ocidental)
Modl (Boêmia)
Molenda (Silésia)
Mrosk (Prússia)
Mühlbauer (Boêmia e Baviera)
Mühlmann (Saxônia)
Müller (Boêmia, Baviera, Hamburgo e Alsácia)
Münsch (Boêmia)
Muschol (incerta)
Mushal (Prússia)
Musiol (incerta)
Musolf (incerta)
Nack (Boêmia)
Naderer (Boêmia)
Naglo (Posen)
Nake (Boêmia)
Narloch (Prússia Ocidental)
Natzke (Pomerânia)
Neidert (Áustria)
Neisser (Boêmia)
Neitzke (incerta)
Neppel (Boêmia e Baviera)
Nepsui (incerta)
Neubauer (Boêmia e Prússia Ocidental)
Neumann (Boêmia, Pomerânia, Prússia e Silésia)
Niedzelski (Prússia Ocidental ou Galícia)
Niemezuck (Prússia Ocidental)
Nigrin (Boêmia)
Nossol (Galícia)
Nowicki (Holstein)
Oberhofer (Boêmia)
Odia (Prússia Ocidental)
Onicki (Galícia)
Oppitz (Silésia)
Orth (incerta)
Ortmeyer (Prússia)
Osika (Galícia)
Ossowski (Prússia Ocidental)
Pankiewicz (Galícia)
Pankratz (Baviera)
Pannetiz (Pomerânia)
Pauli (Boêmia)
Pazda (Prússia Ocidental)
Peschel (Boêmia)
Peukert (Boêmia)
Peyerl (Boêmia)
Pfeiffer (Boêmia)
Pflanzer (Boêmia)
Pikarski (Prússia Ocidental ou Galícia)
Pikush (Galícia)
Pilat (Prússia Ocidental)
Pilz (Boêmia)
Piritsch (Prússia)
Plaszek (Galícia)
Poerner (Boêmia)
Pöschl (Boêmia)
Posselt (Boêmia)
Preissler (Boêmia)
Preussler (Boêmia)
Priebe (Pomerânia)
Prill (Prússia Ocidental ou Galícia)
Procop (Boêmia)
Prusak (Prússia Ocidental)
Pscheidt (Boêmia)
Pykocz (Galícia)
Raab (Boêmia)
Raczka (Galícia)
Radiszewski (Polônia)
Rank (Boêmia)
Raschel (Boêmia)
Rathunde (incerta)
Ratkowski (Prússia Ocidental)
Reckziegel (Boêmia)
Reddin (incerta)
Redel (Pomerânia)
Reichel (Silésia)
Reinhardt (incerta)
Reischwald (Pomerânia)
Reisser (Boêmia)
Resnizeck (Boêmia)
Reusing (Pomerânia?)
Richter (Prússia Ocidental, Hannover e Boêmia)
Robl (Baviera)
Roerl (Boêmia)
Roesler (Boêmia)
Roeder (Pomerânia)
Rohrbacher (Boêmia)
Röhrl (Boêmia)
Ronsberger (incerta)
Röpke (Pomerânia)
Rosinski (Prússia Ocidental)
Rössler (Boêmia)
Roszynski (Prússia Ocidental)
Rothsal (Pomerânia)
Ruchinski (Prússia Ocidental)
Rückl (Boêmia)
Ruczka (Galícia)
Rudnick (Pomerânia)
Rujanowski (Galícia)
Runschka (Galícia)
Ruske (incerta)
Ruzanowski (Galícia)
Ryssel (Saxônia)
Sajdak (Galícia)
Sanocki (Galícia)
Schade (Prússia)
Schadeck (Boêmia)
Schaffhauser (Boêmia)
Scharafin (Prússia Ocidental)
Scheffel (Boêmia)
Scheide (incerta)
Schellin (Brandenburg)
Schemeinski (incerta)
Schier (Boêmia)
Schiessl (Baviera)
Schindler (Boêmia ou Silésia)
Schiocizerski (incerta)
Schlagenhaufer (Boêmia)
Schlemm (incerta)
Schlinzig (Boêmia)
Schlögl (Boêmia)
Schmidt (Oldenburg)
Schneider (Pomerânia e Prússia)
Schoenfelder (Silésia)
Schöffel (Boêmia)
Scholz (Prússia)
Schreiner (Boêmia)
Schritke (Boêmia)
Schrobinski (incerta)
Schröder (Boêmia e Pomerânia)
Schroeder (Boêmia e Pomerãnia)
Schultz (incerta)
Schürer (Boêmia)
Schütler (Holstein)
Schwarz (Boêmia)
Schwedler (Boêmia)
Sedlak (Boêmia)
Seeling (Saxônia)
Seiboth (Boêmia)
Seidl (Boêmia)
Seidel (Boêmia)
Selke (Pomerânia)
Sell (Pomerânia)
Senn (Saxônia)
Sezotko (incerta)
Sich (Prússia Ocidental)
Sill (Pomerânia)
Sikora (Prússia)
Simm (Boêmia)
Sinke (incerta)
Slopianka (Prússia)
Sluminski (Prússia Ocidental)
Somkewicz (incerta)
Späet (Baviera)
Spitza (Prússia Ocidental)
Spitzner (Prússia Ocidental)
Sprotte (Silésia)
Stall (Galícia)
Stange (incerta)
Stark (Boêmia e Württemberg)
Staffen (Boêmia)
Stanislaswki (Prússia Ocidental)
Stascheck (Boêmia)
Steinbock (Holstein)
Sternart (Boêmia)
Stiegelmaier (Boêmia)
Stiegler (Boêmia)
Stocker (Baviera)
Stoeberl (Boêmia)
Stomorky (Prússia)
Stomowski (Prússia)
Stracke (Boêmia)
Straus (Saxônia)
Strehle (Saxônia)
Streit (Boêmia)
Strnad (Boêmia)
Strupp (Boêmia)
Stüber (Boêmia)
Stuiber (Boêmia)
Suschek (Prússia Ocidental)
Suszek (Prússia Ocidental)
Svenson (Suécia)
Swarowski (Boêmia)
Swintkowski (Galícia)
Szemplawski (incerta)
Szymanski (Galícia)
Tandler (Boêmia)
Tascheck (Boêmia)
Tauscheck (Boêmia)
Tauscher (Boêmia)
Telma (Galícia)
Tetzlaf (incerta)
Thomas (Boêmia)
Tireck (Boêmia)
Trauer (Prússia)
Treml (Boêmia)
Treutler (Silésia)
Trzeciak (Galícia)
Tschernai (Boêmia)
Tschoerner (Prússia Ocidental)
Tschoeke (Silésia)
Tulecki (Galícia)
Tuletzki (Galícia)
Tureck (Boêmia)
Tyrek (Boêmia)
Uhlig (Boêmia e Saxônia)
Uhlmann (Boêmia)
Ulbrich (Boêmia)
Ullmann (Boêmia)
Ullrich (Boêmia)
Urbanetz (Boêmia)
Vater (Boêmia)
Vorbach (Boêmia)
Wabersich (Boêmia)
Wagner (Saxônia)
Waldmann (Prússia Ocidental)
Walkowski (Prússia Ocidental?)
Walter (Boêmia)
Wand (Boêmia)
Wantowski (Galícia)
Warschinski (Prússia Ocidental?)
Wattenbach (Prússia Ocidental)
Weber (Silésia, Baviera e Saxônia)
Wegrzyn (Galícia)
Wegryznowski (Galícia)
Weihermann (Westfália)
Weiss (Boêmia e Baviera)
Wendler (Boêmia?)
Wessalowski (Rússia)
Wessolowski (Rússia)
Wielewski (Prússia Ocidental)
Wielgosz (Galícia)
Wildner (Boêmia)
Wischral (Hungria)
Wilgosh (Galícia)
Witt (Prússia Ocidental)
Wloch (Silésia)
Woehl (Boêmia)
Wöhl (Boêmia)
Woiakewicz (Galícia)
Woiciechowski (Galícia)
Woit (Prússia Ocidental)
Wojakiewicz (Galícia)
Wolf (Boêmia)
Wollner (Boêmia)
Wolter (incerto)
Wordell (EUA)
Worell (Boêmia)
Wotroba (Boêmia)
Wünsch (Boêmia)
Zanta (Boêmia)
Zappe (Boêmia)
Zellner (Baviera)
Zemann (Boêmia)
Ziebarth (Prússia)
Zierhut (Boêmia)
Ziemann (Prússia Ocidental)
Zigowski (Prússia Ocidental)
Zimmer (Boêmia)
Zimmermann (Boêmia e Prússia)
Zipperer (Boêmia)
Zöllner (Baviera)
Zschoerper (Saxônia)
Zumbach (incerta)

256 pensamentos sobre “Lista de sobrenomes de São Bento do Sul

  1. Caro Henrique ! Há tempos temos conversado e você sabe do meu grande interesse em saber de que ligar vieram os Prokop e ou PROCOP , meus ancestrais (por volta de 1870/1876) . Além do que está publicado na sua lista, que vieram da Boêmia, tem mais alguma informação deles, por especial favor ??
    Imensamente grato, Clovis Pena / clovispena@hotmail.com

  2. Sou bisneto de Adalberto Knopik, filho de Felix Knapik e Katharina Mamcarz, que veio com apenas de um ano de idade, de Wierzchostawice, perto de Tarnow, na Galícia (atual sul da Polônia), não Áustria que foi citado na lista. Galicia foi antiga província do império austro-húngaro durante séculos XVIII a XX. Adalberto casou com Anna Marschalek, filha de Paulo (ou Pawel) Marschalek e Maria (ou Marianna) Jodlowska, ambos são Debowiec, também Galícia. Adalberto e Anna tiveram 4 filhas, todas nascidas em Piên, no Paraná.

  3. Olá Clóvis. Essa família Procop, ou mesmo Brokopf, tinha origem no Reichenberg, norte da Boêmia. O registro de entrada deles no Brasil é o seguinte:

    BROKOPF, Anton: 35 anos, lavrador, Reichenberg, Boêmia, c/ mulher Anna (29), filhos Caroline (9), Anton (8), católicos, 3ª classe. (J e L). Navio: GUTTENBERG. Hamburgo: 08/05/1873. Colônia Dona Francisca: 12/07/1873.

    Este Anton Brokopf esteve entre os primeiros 70 imigrantes de São Bento do Sul.

  4. Olá Danilo! Legal! Eu coloquei “Austria” porque é dessa maneira que está na lista de passageiros da família Knapik. Na época a Galícia fazia parte do Império Austríaco. De toda forma, se há a confirmação de que vinham da Galícia, vou alterar para ficar mais claro. Obrigado! De fato, veio muita gente de Dembowiec para São Bento do Sul. Foi praticamente uma imigração em massa de lá para cá!

  5. Boa Tarde! Poderia me informar sobre a família Wloch, já que meus trisavós Johann e Tereza Wloch vieram da Silésia para a Colonia Blumenau em 1856. Inclusive tenho cópia do manifesto de Embarque do veleiro Walter. Talvez esta familia de São Bento sejam parentes. Os meus trisavós vieram da localidade de Erlenbusch-Madenburg, hoje Olzniec na Polonia.

  6. Olá Humberto. Os dados que existem da família Wloch em São Bento parecem ser da mesma família que a sua. Na verdade, o que há é o casamento de Carolina Wloch, natural de “Tannhausen”, na Silésia, filha de João Wloch e Theresa Siegel, com José Schoenfelder, na igreja luterana aos 07.05.1892. Como não há outro registro dessa família na cidade, eu imagino que se trata da sua família em Blumenau.

    Também houve Albrecht Ossowski e Catharina Wloch que imigraram de “Schwarzwasser”, na Prússia Ocidental.

  7. Olá, meu avô nasceu em Campo Alegre, Osvaldo da Graça Kujawski, meus bisavós eram Antônio e Irene, na minha familia temos kujavsky, kujavski, kujawsky e kuiaski, dizem que era erro de grafia nos registros em cartório, gostaria muito de saber quem foram meus ancestrais que vieram da Polônia, muito obrigado e parabéns pela iniciativa.

  8. Ajudou e muito, a Carolina Wloch veio com meus trisavós com 2 anos, inclusive ela é madrinha de minha avó materna. Eu consegui rastrear todos os ramos da arvore dos irmãos do meu bisavô e a Carolina até hoje era uma icognita e graças a esta informação vou conseguir rastrear este ramo da família. Muito obrigado e tenha um bom dia….

  9. Por isso não encontro nada da familia de meu pai(krainski);esta como Prussia.

  10. Apenas como informação, até 1872, não existia a Alemanha ou Polonia como hoje e sim o Império Prusso que abrangia toda aquela região. a Alemanha passou a existir a partir de 1872 com a unificação dos vários principados..

  11. Apenas como informação a Alemanha e Polonia passou a existir a partir de 1872, até esta data era o Império Prusso (Prussia). A Alemanha passou a existir a partir de 1872 com a unificação dos vários principados…

  12. Olá Alberto. Seus bisavós são também de Campo Alegre? Sabe mais ou menos a época em que eles viveram? Ainda não temos a ligação com os imigrantes Kujawski de São Bento do Sul, mas dá para descobrir!

  13. Realmente, Sebastião, os imigrantes Krainski de São Bento do Sul aparecem como originários da Prússia Ocidental. Quase todos os poloneses de São Bento vieram ou de lá ou da Galícia.

  14. Olá . Lá tem a família Bodziak, o meu sobrenome. Sei que Antoni Zdislaw Bodziak, lá imigrou quando veio da Polônia em 1880, depois veio para o Paraná. Antonio casou com Ana Reckgizel que já morava por lá.Seria ele, ou tem mais alguém com este sobrenome?

  15. Olá… familia Klein (Baviera) tem a ver com Margarida Anna Apfelgrun (* Klein)?

  16. Olá Marcos. Além do Antônio, tem também o irmão dele, João Bodziak, que também deixou rastro nos registros de São Bento do Sul. Imagino que tenha conhecimento do livro lançado este ano sobre o coronel Bodziak, escrito pelo amigo Gerson Cesar Souza.

  17. A família Kujawski de São Bento do Sul é a de Simon Kujawski, filho de Thomas e Catharina Kujawski, que imigrou ao Brasil de “Pehskenfeld”, Prússia Ocidental na companhia da esposa Paulina Kowalska e os filhos Marianne, Johann e Martha a bordo do Elwood Cooper, que chegou ao porto de São Francisco do Sul aos 29.12.1873. Na lista do navio aparece como “Kugawski”. Em São Bento tiveram ao menos mais os filhos Francisco Ladislau, Leão, Theodoro Simão e Anastácio Antonio Kujawski.

  18. Olá Nivaldo. Não sei, precisamos investigar. Quando nasceu a Margarida? A família Klein em questão é de Josef Heinrich Klein, de Schwarnzenberg, na Baviera. Pode ser que seja a mesma família, mas também houve pela região a família de Mathias Augusto Francisco Klein, que imigrou bem antes, ainda para Joinville, e tinha origem na Prússia.

  19. Olá Henrique, é o Francisco, bisneto do Carlos Schmidt, para o qual a banda Treml animou a festa de bodas de ouro na fazenda de Apucarana. Vi a anotação acima sobre a família “Schmidt (Oldenburg)”, com certeza são os meus, tem mais alguma novidade pra me passar? Continuo com a pesquisa genealógica, a ajuda que Vc me deu um tempinho atrás foi valiosíssima, abraços Henrique.

  20. Olá Francisco. Ainda não temos a relação entre a família Schmidt a que me referi e a sua, embora ela seja provável, já que as duas famílias aparecem como originárias de Joinville. O registro em São Bento é da família de um Ludwig Schmidt (ou Schmitt) casado com Elise, que foram pais de Alwine Ottilie Auguste Marie, batizada luterana em São Bento do Sul aos 10.05.1891. Não sei qual a relação entre esse Ludwig e o Johann Rudolf Christian Schmidt que foi pai do Carlos Schmidt. Podem ser irmãos, mas precisamos confirmar isso.

  21. Ola, gostaria de mais infornações sobre a família Nossol. Obrigada

  22. Boa noite só descendente dos Neidert e gostaria de saber mais sobre a nossa origem

  23. Bom dia, temos interesse em saber mais sobre a familia Schneider,
    Muito obrigado.

  24. Descobri o site mostra muitas listas sobre nascimento, casamento e falecimento na Polonia. Segue o site http://geneteka.genealodzy.pl/index.php?rid=5168&from_date=&to_date=&search_lastname=&search_lastname2=&rpp2=50&rpp1=700&bdm=A&w=06mp&op=gt&exac=

    Há muitos Knapik e Marchalek (ou Marzalek) na lista mas não descobri quem são pais de Felix Knapik, Katharina Mamcarz, Paulo Marschalek e Maria Jodlowska, pois não encontrei cartórios poloneses. Já pesquisei no Family Search também não foi encontrada. Se alguém souber, me informe. Agradeço pela colaboração.

  25. Andrea, acredito que Marsalek, Marschalek, Marschalk, Marzalek são mesmo sobrenome, devido o erro de grafia nos registros em cartório ao longo do tempo

  26. Oi Cristiane. É a família de Mathias Nossol, casada com Victória Baron. O registro de entrada no Brasil é este, em que Mathias aparece como Martin:

    Nossol, Martin: 48 anos, lavrador, Galícia, c/ mulher Victoria (24), fos Thomaz (15), Maria (3), Halza (5), criada Margossa (24), católicos.

    Vieram pelo vapor costeiro Rio Grande, que chegou ao porto de São Francisco do Sul no dia 03.01.1877. Algum outro navio trouxe a família até o Brasil, talvez até o Rio de Janeiro ou Santos.

    No Brasil tiveram ao menos os filhos João, André, Miguel, Antonio e Catharina.

    Qual é o ancestral mais antigo da família Nossol que vc conhece?

  27. Oi Liane. O registro de entrada no Brasil da família Neidert é o que segue:

    Neidert, Franz, 37 anos, Áustria, c/ mulher Auguste (39), filhos Emil (15), Hermann (12), Antonia (10), Anna (9), Emilie (7), Maria (3), 3ª classe.

    Vieram pelo Santos, que chegou em São Francisco do Sul aos 17.06.1883.

    Em São Bento eles moravam na Estrada do Lago. Tiveram ao menos mais uma filha chamada Francisca, nascida no Brasil.

    Qual é o ancestral mais antigo dessa família que vc conhece?

  28. Sanocki ta na área 👍 curto por demais fotos e história antiga . Bons tempos aqueles melhores que hoje em dia com a tecnologia

  29. Gostaria de saber sobre a família Bachal. Acredito que pode haver erro de escrita, pois não encontrei nada a respeito. Obrigada

  30. Olá, gostaria de saber mais sobre a família Eckstein.. tenho pesquisado muito sobre minha árvore genealógica.. Agradecida

  31. Olá Benilda. É a família de José Balatka, casado com Paulina Zanta, imigrados em 1877. Eles tiveram ao menos os filhos Paulina, que nasceu ainda na Boêmia, e José, nascido no Brasil. Qual o ancestral mais antigo da sua família que vc conhece? Quem sabe consigamos fazer a ligação com o imigrante José Balatka.

  32. Oi Ivani, imigraram mais de uma família Kock para São Bento. Precisamos descobrir qual é a sua. Qual o ancestral mais antigo dessa família que vc conhece?

  33. Oi Ana Carla. Christian Gottlieb Mühlmann imigrou com a esposa Christine e os filhos Franz, Gustav, Hermann, Richard, Ida e Selma, chegando ao Brasil em 1878. Temos registros de filhos de Franz Gustav Mühlmann, que aparenta ser filho desse Christian, em São Bento do Sul. Qual é o ancestral mais antigo da sua família que vc conhece? Quem sabe consigamos fazer a ligação.

  34. Ola ! Gostaria muito de saber mais sobre a família Telma e Telmann . Ficarei muito feliz .

  35. Olá Henrique Fendrich,

    Estive pesquisando sobre minha árvore genealógica e cheguei até o seu blog. Meu tataravô (Guilherme Klein), é filho de Mathias Klein e Luisa Schreiber.
    O Guilherme casou com Balbina Teixeira de Lacerda e tiveram a Luize Teixeira Klein, mãe do meu avô.
    Porém algo que achei estranho nas pesquisas foi encontrar nomes “mais longos”, que não parecem ser os de batismo.
    Por exemplo, Mathias Augusto Francisco Klein. Ele veio da Alemanha e, quase certeza, não teve esse nome no seu batismo. Deveria ser apenas Mathias Klein.
    Outro exemplo, o Guilherme Klein (essa era a forma como meu avô se referia ao avô dele). Nos registros dele que encontrei, o nome dele estava mais longo, João Frederico Guilherme Klein (achei no family search a microfilmagem do registro de casamento dele com a Balbina em SBS em 19/02/1889).

    Então minha dúvida é sobre esses nomes “adicionais”. Sabe dizer porque isso ocorria? E se era comum ocorrer?

    Não encontrei dados adicionais do Mathias Klein, caso tenha também ficaria agradecido se pudesse comentar.

    Abraço,
    Celso Teixeira

  36. Olá Lucia,

    Houve duas familias Telma que se estabeleceram em São Bento do Sul, a de João Telma e a de Anton Telma, e ambas eram naturais da Galícia. Precisamos descobrir qual das duas era a sua. Sabe me dizer qual é o Telma mais antigo que sua família conhece? Quem sabe a gente encontra uma ligação, tenho dados de filhos deles também e posso pesquisar a respeito.

  37. Olá Celso. Na verdade o uso de muitos nomes era bastante comum nas famílias protestantes. Parece ser o caso da família Klein, pela origem na Alemanha, ainda que apareça também em registros católicos. Se você conseguir encontrar o registro de batismo do Mathias e do seu filho na Europa, é quase certo que terá os quatro nomes. Mesmos os livros da Igreja Luterana de SBS são sempre assim, uma “carrada” de nomes, e geralmente nem a própria pessoa conhecia todos eles. Geralmente pelo menos um desses nomes era o de um dos padrinhos.

    O registro de entrada da família parece ser esse, pelo “Alexander”, que chegou ao porto de São Francisco do Sul aos 30.12.1856:

    Klein, Wilh.: 53 anos, lavrador, Welschbillig , Prússia, c/ mulher Eva (44), fos Michael (19), Mathias (18), Joseph (16), Barbara (15), Nicolaus (12), Marie (11).

    O Mathias ali parece ser o seu Mathias, e o Wilhelm Klein seria o pai dele.

  38. Em tempo: o batismo do João Frederico Guilherme deve estar em Joinville.

  39. Henrique, tudo bem? G
    ostaria se possível, quem foram os primeiro imigrantes Runschka, pois meu trisavô Francisco Ronska não tenho registro de nascimento e está registrado com sobrenome diferente. Obrigado.

  40. Olá Jonas,

    Nos registros em São Bento, aparecem como sendo uma família só os nomes Runschka, Ruczka e Raczka (essa última está na lista de passageiros).

    O imigrante deste família é Franz Ruczka. Imigrou de Jaslo, na Galícia, com a esposa Josefa Radeniewicz ou Radonewicz e os filhos Johann, Ludwig e Josef pelo vapor Buenos Ayres, com partida de Hamburgo aos 19.05.1876 e chegada em São Francisco do Sul aos 20.06.1876. Depois o Franz se casou outra vez com Anna Dziadoz e teve os filhos André, Adolfo, Miguel e possivelmente outros.

    Seria esse Franz o seu trisavô Francisco (que é, afinal, a “versão” brasileira do nome)? Qual o nome do seu bisavô?

    abraços Henrique Fendrich

  41. Olá Henrique acredito que não, o nome do meu bisavô é André Runschka e sei que teve um irmão chamado Valentim Runschka..

  42. Opa desculpa Henrique, acabei lendo errado, acredito ser este mesmo por que minha trisavó era Ana e meu bisavô é André. Muito obrigado pela rápida informação e pelo excelente trabalho. Abraço.

  43. Olá Henrique, qual seria a melhor forma de aprofundar a pesquisa sobre os Hackbarth da Augusto Wunderwald?

  44. Gostaria de receber informações sobre a família Furmankiewicz.

  45. Bom dia. Estou tentando fazer uma pesquisa com meu sobrenome que vem do meu pai e Schoroeder que vem da minha mãe. A única coisa que sei que a família Wabersich vem de uma cidade chamada Boêmia e a família Schoroeder da cidade de Boêmia e Pomerania. Como faço para tentar o visto permanente na Alemanha já que tenho descendência direta de alemães ? Grata

  46. Olá! Gostaria de informações sobre a família Zappe, ou descendentes de Anton Zappe, da Boemia. Obrigada! 🙂

  47. Oi Roseli. Em relação à famílias da Boêmia (que era um antigo reino, não uma cidade), não há possibilidade de conseguir algum tipo de visto permanente na Alemanha, porque hoje essa região faz parte da República Tcheca, e na época da imigração era Áustria. Também não é possível conseguir nada com os tchecos e os austríacos. Em relação aos Pomeranos, eu não sei exatamente como funciona, mas imagino também que seja difícil conseguir alguma coisa na Alemanha, já que atualmente o território fica na Polônia.

  48. Essa família é uma das muitas famílias polonesas com origem na aldeia de Dembowiec, na Galícia. O imigrante Benjamin Fuhrmankiewicz veio com a família em 1876. É possível fazer uma pesquisas mais aprofundada, se interessar.

  49. Para fins de cidadania alemã, tem que ser levado em consideração que a Alemanha passou a existir como País em 1871, com a unificação de diferentes principados que compunham o Império Prusso, sob a regencia de Otto Von Bismarck. Parece-me, me corrijam se for o caso, a Alemanha somente considera para fins de cidadania a partir desta data. Tenho como imigrante em 1856 para a Colonia Blumenau,um trisavo meu que para todos os efeitos é considerado imigrante do Império Prusso e não da Alemanha.

  50. ESTOU A PROCURA DE MEUS ANTEPASSADOS JOSEPH POERNER, BARBARA POERNER E HEINRICH JULIUS POERNER OU HENRIQUE JULIO POERNER. QUAL OU QUAIS OA PRINEIROS NOMES DOS POERNER QUE ESTIVERAM NA CIDADE? QUANDO?ALGUMA INFORMACAO SOBRE ELES?

  51. Olá, sou da família Osika e tenho pouquíssimas informações sobre a origem de meu sobrenome. Podes me ajudar com algumas informações, como registro de entrada no país, entre
    outras…

    Grata!

  52. Olá, Meu Nome Gerson Luiz Gschwendtner, gostaria mais informações dos meus antepassados, meu pais, avós e bisavós nasceram em são bento do sul, SC. mais unica informação que tenho e de meus pai, o resto não tenho mais informação, moro em Curitiba de do meu nascimento, agora que quero entrar com a cidadania Alemã. Dados do meus familiares:
    Certidão de Nascimento do meu Pai (EDEVALDO GSCHWENDTNER ) 20.07.1941

    PAI – JORGE BENEDITO GSCHWENDTNER ( Não sei a data de nascimento) sei que foi registrado nesse cartório
    MÃE – ANITA MARIA GSCHWENDTNER (Não sei a data de nascimento)

    Avós :

    Paterno : Francisco Gschwendtner e Catarina Gschwendtner

    Materno : Jorge Pscheidt e Maria Pscheidt.

    GRATO

  53. Olá Henrique, estou a procura de meus antepassados sobrenome Hadas. Quando chegaram ao Brasil? Da onde são? e da onde vieram para o Brasil?

    Qual o seu e-mail?

  54. Muito bom . Gostei . Meus bisavós chegaram em Joinville de 1880 a 1883.
    e com o passar dos anos foram subindo a serra até Rio Negro – PR . Parece que alguém chamado Zimmermann habitou esta cidade de São Bento. Não sei se são da mesma linha familiar . Para tanto aí vai uma breve descrição dos meus antepassados :
    Minha mãe Griseldes Lenir Emma Zimmermann era filha de Ferdinand Wilhelm Otto Zimmermann ( Fernando Guilherme Otto Zimmermann),nascido em Joinville , Santa Catarina em 17/02/1894 , e falecido em Rio Negro Paraná em 12/05/1967 aos 73 anos, onde está enterrado.

    Griseldes era neta por parte de pai de Germano ( Hermann) Zimmermann , que nasceu na Áustria em 09 /12/1969 , e faleceu em Rio Negro , Paraná em 02/09/1946 aos 76 anos onde está enterrado. Ele chegou ao Brasil com 9 anos , sob o nome de Hermann , juntamente com seu irmão Heinrich ( Henrique ) de 8 anos , sua mãe Adelheid (Adelaide) Mossig , 32 anos e seu pai Hermann Zimmermann, 34 anos . Chegaram a bordo do Vapor SANTOS saindo do porto de Hamburgo, Alemanha em 22/05/1883 e chegando ao porto de São Francisco, Brasil, em 17/06/1883 .Na relação de passageiros consta apenas que vieram da Áustria como imigrantes nada mais . Moraram por bastante tempo na Estrada do Sul em Joinville , Santa Catarina .

    Griseldes era neta por parte de pai de Augusta (Auguste) Emília Joanna Kopplin, que nasceu em Teschendorf, Pomerânia , Alemanha , em 16/09/1871 e faleceu em Rio Negro , Paraná, Brasil em 20/02/1937 aos 65 anos, onde está enterrada. Ela chegou ao Brasil com 8 anos , sob o nome Auguste, com seu irmão August com 27 anos , sua mãe Caroline (Carolina) Dröse (ou Droese) Kopplin com 52 anos , e seu pai Eduard (Eduardo) Kopplin com 54 anos , lavrador , todos evangélicos protestantes .Chegaram a bordo do Navio VALPARAISO saído de Hamburgo, Alemanha em 20/04/1880 e chegado no porto de São Francisco, Santa Catarina , Brasil, em 21/05/1880. Seus filhos foram Francisco, Fernando Otto, Guilherme , Waldemar, Helma , Arthur,Oswaldo e Henrique , conforme certidão de óbito de Germano. (02 /09/1946).

    Minha avó era Dal’Pra Righetto.

    Grato pela atenção.

  55. Oi busco a orgiem da Familia Klein que esteve em Soledade em 1913. O bisavô de meu marido era Henrique Klein Filho, seu pai chamava-se Henrique Klein e o Avô era Mathias Klein casado com Catharina Klein. Seria algum destes Mathias que chegaram em São Bento? Alguém saberia me dizer se as famílias Klein que chegaram permaneceram ou alguns desceram para o RS?

  56. Olá, meu tataravô veio da região de Bohemia/Gablonz/Wiesenthal – sobrenome Wolf e seu nome era Wilhelm, veio com seus filhos Wilibald (meu bisavô) e Bertha Wolf, sua mulher era Julia. Não ficaram na cidade de São Bento do Sul, mas sim no interior de São Paulo (Cordeirópolis), mas acredito que tenham se separado da família Wolf ai do Sul. Que bacana encontrar esse blog com as histórias. Um forte abraço.

  57. Meu Nome é Cauby Zimmermann da Costa .
    Estou pesquisando para saber sobre onde foram enterrados no PR , SC e SP meus antepassados Zimmermann , Kopplin, Thiele , Bauer e Righetto. Tenho pesquisado e achado antepassados nos registros de cartórios civis das cidades . é preciso ter nomes inteiros , datas certas ou aproximadas , e nomes das cidades e países para ter sucesso. Tenho achado muitos deles utilizando o site de buscas dos mormons ………………. http://www.familysearch.org
    Boa sorte.

  58. Bom dia,

    sou de sobrenome Henning,
    Vc tem alguma informação sobre este sobrenome por favor?

    Obrigada
    Kemeli

  59. olá, gostaria de informações sobre a família Freitag, que se estabeleceu em Rio Negrinho. como era o nome dos imigrantes desta família?

  60. Gostaria de saber mais da familia ZELNER, Meus avos paternos eram João Zelner e Josepha Zelner.

  61. Gostaria muito de ter informaçoes a respeito da familia Gorniack que vieram pelos anos de 1865 mais ou menos da Polonia, Anton e Teresia Gorniack com seu filho Michael, obrigado

  62. Olá!
    Mais informações sobre Fuckner e Kerscher, por gentileza.
    Obrigada!

  63. boa tarde procuro informações de Antonio Correa de Siqueira Pikcius e Maria Marchalek e Joao Daniel Pikcius… , pode me ajudar ?

  64. oii queria saber se as pessoas que vieram de Galicia eram de qual lugar especifico meu triz avo veio da galicia e estou com duvida de qual pais ele era

  65. Ainda não , estou a procura da ligação do meu avo com os antepassados , nome do meu Avo Joao Daniel Pikcius , casado com Isolina Correia de siqueira Pikcius , ela batizada em rio Negro em 1911.

  66. Oi, gostaria de saber mais sobre a família Keil.. você tem mais informações a respeito? Obrigada

  67. Olá! Gostaria de informaçõesda familia Pöschl, meu trisavô era Francisco Pöschel (acredito que mudaram nomes, que posteriormente ficou Peschel, mas há gravia como Päschl) e casou-se com Barbara (infelismente não sei sobrenome de solteira) já aqui no Brasil, acredito que entre 1870-1880. Vc poderia me ajudar dizendo onde eu poderia encontrar esta certidão de matrimônio? Muito obrigada desde já

  68. Boa tarde! Meu nome é João A. Wordell. Gostaria se possível em receber informações sobre a história de John Wordell que foi cidadão de São Bento.
    Desde já agradeço e aguardo. Att., Wordell

  69. Olá! Sou descendente dos Cherek. Herek , Hereck e Cherek são todas grafias diferentes para a mesma família.

    Vocês teriam mais informações sobre os Hereck e Cherek.

    Meu bisavô João Cherek se casou com Francisca Warmbier. Se tiverem mais informações sobre os Warmbier (que não estão listados), agradeço imensamente.

    Desde já, agradeço a atenção.

    Juliana

  70. Boa noite , gostaria de informações sobre a família e imigrantes com o sobrenome Koch .

  71. Boa noite Henrique,
    Estou em busca de informação sobre os meus antecedentes de ambos os lados. Eu verifiquei que nesta sua lista tem os sobrenomes de minha linhagem.

    (Hastreiter)
    (Jankowski)

    Se possível me enviar informações destes imigrantes, fico agradecido desde já.
    e-mail: juliomsbs@hotmail.com

    Att,
    Julio

  72. Ooi, gostaria que você dividisse as informações que tem sobre os Dreweck (Prússia Ocidental)

  73. Gostaria de Informações sobre a Familia Worldell e Schindler

  74. Ola.Se possível me enviar informações deste imigrante, JOÃO ( JOHANN) SCHIESSL
    Sei que meu bisavô se chamava (Imigrante João Schiessl) cuja rua de São Bento do Sul leva seu nome.
    Desde já sou grato a todas as informações aqui prestadas neste documentário.Parabéns ao autor (Escritor) .

  75. Olá,

    Gostaria de mais informações sobre a origem das famílias Konkel e Konkol.

    Aproveitando, são os mesmos que hoje vivem em Canoinhas?

    Ficaria muito grato,

  76. Olá, bom dia! Gostaria de mais informações sobre a origem da família Cieslinski.
    Muito Obrigada.

  77. Gostaria de saber mais sobre a família Gschwendtner. Poderiam me ajudar? Muuuito obrigada!

  78. Bom dia, gostaria de saber sobre a família Kamienski (Polônia Russa). Da Árvore Genealógia de Ladislau Mário Stachon tenho o registro: Conde Francisco Alvaro Gery Kamienski, filho do Conde Karol Gery Kamienski e Condessa Eleonore Kalczenioska Kamienski (agro-pecuaristas de Sejny, Suwalski – Polônia – Desembarcaram em porto de São Francisco do Sul, em 12 de julho de 1875. Já na listagem dos Imigrantes, do Arquivo de Joinville tenho: Kaminski: Carl (45) Lavrador Sejing – Polônia Russa, esposa Eleonore (45) e filhos: Franz (22) e Marie (14), católicos em 15/07/1874. Pode me ajudar a esclarecer? Tem outros dados da família? Grata por sua atenção. Regina Stachon.

  79. Olá. Boa noite!
    Eu gostaria de saber algo sobre a minha família “ZUMBACH”
    Obrigado

  80. Boa noite, meu nome é Paulo sou natural de São Martinho-RS sou descendentes da familia Bergmann e através de conversas com meu pai que me disse o primeiro que veio ao Sul foi José Francisco Bergmann (meu tataravô) e meu bisavô na epoca tinha apenas 6 anos e dizem quw se instalaram rm Rolante e região então gostaria de saber se vocês tem algum historico de descendência dessa familia. Desde já agradeço.

  81. Bom dia
    Gostaria de saber o telefone de Cristine Spitzner,moradora de São Bento do Sul

  82. Gostaria saber minhas origens
    Minha bisavó. Matilde weber klaumann
    Avô. Germano weber. Diz se que os pais de germano eram naturais de Alemanha. Não sei mais nada..

  83. Gostaria de saber sobre meus antepassados. Henning (Prussia). Onde posso encontrar algum registro de entrada no Brasil?

  84. Olá queria mais informações sobre a família weber, citada no texto. Desde já agradeço

  85. Olá Henrique, estou 2 anos atrasada com o seu post rsrsrs e gostaria de saber se tens mais informações sobre a chegada da Família Maros e Kurowsky. Não sei quando eles chegaram e gostaria de montar uma árvore para saber de onde eu vim. Obrigada 🙂

  86. Gostaria de saber sobre meus antepassados ,quem eram e de vieram.

  87. Boa tarde. Gostaria de saber mais sobre a família Rathunde. A chegada de Friedrich Rathunde no Brasil. A data que isso ocorreu. Não há registros.

  88. Alguém tem informações da família Binner? Mais precisamente de Alexandre Binner (meu avô) e os antepassados dele.

  89. Gostaria de informações sobre a Familia Maurer mais especificamente de Josef Maurer se possível

  90. Tem informações sobre a árvore genealógica dos Rosinski?

  91. Henrique, meus avós maternos são oriundos de Rio Negrinho, o meu avô chamava -se Alfonso Brëy, irmão de Alzira e Crhistiano. Minha avó chamava -se Irene Rëusing Brëy, irmã de Otto Rëusing.
    Creio que o ancestral pioneiro de minha linhagem seja José Brëy, possuidor da primeira hospedaria de Rio Negrinho.
    Gostaria de mais informações se possíveis, pois gostaria de aperfeiçoar meus estudos na Alemanha e, a possibilidade de cidadania Alemã.

  92. quero saber sobre Endler (Boêmia). Josef e Anna são meus trisavos. mas não acho nada de certidão de óbito. nem do filho reinaldo endler que estava em São bento estou achando.
    No mesmo Navio viajava Endler, Josef: 26 anos, lavrador, Marienberg, Boêmia, c/ mulher Anna (23), fos Josef (6), Rudolph (1 ¼), católicos, o que pode denotar algum parentesco
    1.1. Josef
    1.2. Anna, nasc.14.11.1877 Ψ 25.11.1877. Padrinhos: Carlos Klinger e Carolina Jantsch.

  93. Olá, meu nome é GILCEMAR DELLER, meu bisavô João DELLER seu pai também João DELLER,se pai José DELLER gostaria de saber onde eles se enquadram na lista do navio 1873 JOHANN DELLER E EVA BIALKOWSKI

  94. Meu sobrenome está ali mais não consigo dar continuidade na minha árvore genealógica.

  95. Gostaria de informações sobre as famílias Seiboth, Ulbrich e Ullrich. Minha bisavó Maria Seiboth veio no navio em 1876 com 6 anos, os pais eram Seiboth, Franz e minha trisavó chamava-se Maria Anna Ullrich ou Ulbrich, de Pelkowitz, Bohemia. Viveram em São Bento do Sul e minha bisavó foi para Lapa, casando com Louis Schletter

  96. Henrique boa noite.

    Germano ( Hermann) Zimmermann , que nasceu na Europa em 09 /12/1969 , e faleceu em Rio Negro , Paraná em 02/09/1946 aos 76 anos onde está enterrado, chegou ao Brasil com 9 anos , sob o nome de Hermann , juntamente com seu irmão Heinrich ( Henrique ) de 8 anos , sua mãe Adelheid (Adelaide) Mossig , 32 anos e seu pai Hermann Zimmermann, 34 anos .

    Chegaram a bordo do Vapor SANTOS saindo do porto de Hamburgo, Alemanha em 22/05/1883 e chegando ao porto de São Francisco, Brasil, em 17/06/1883 .

    Na relação de passageiros consta apenas que vieram da ÁUSTRIA como imigrantes nada mais . Moraram por bastante tempo na Estrada do Sul em Joinville , Santa Catarina

    Encontrei há pouco tempo uma informação de que estes ZIMMERMANN teriam saído de uma cidade chamada Johannesdorf.

    Se possível , gostaria de saber informações sobre a localização desta cidade , e de histórias de outros imigrantes que de lá saíram para o Brasil.

    Grato

  97. Opa eu estou sofrendo pra montar minha árvore genealógica família DELLER, só sei que meu bisavô era João DELLER filho e seu pai era João DELLER e sua mãe era minha trisavo Francisca Vicente de Lima se alguém puder me ajudar

  98. Olá estou novamente buscando informações sobre meus antepassados JOAO DELLER filho e João DELLER trisavô e bisavô

  99. Olá desejo muito saber mais sobre a Família Preissler, meu sobrenome possui apenas um “S” mas acredito que tenha ligação. Desde já agradeço.

  100. Ola!!
    Gostaria de receber informações em relaçao a família Greffin.

    Att
    Lucas Greffin

  101. Bom saber gostaria que mais pessoas com este sobrenome deixassem comentários Kamienski

  102. Boa noite.
    Alguém poderia por gentileza se souber/conhecer me passar alguma informação sobre a família Fertig ?

  103. Boa noite, estamos buscando informações sobre a familia Schadeck, acreditamos que é do reino Boemia, o que puder nos ajudar, temos muito interesse em informações, se possivel, fernandofranca.91@hotmail.com
    Meus avôs Oswaldo Schadeck – Joinville SC

  104. Buscamos informações sobre a família Schöffel se alguém puder ajudar agradeço!!

  105. Buscamos informações sobre a família Schöffel se alguém puder ajudar agradeço!! Preciso de documentos destes antepassados

  106. Gostaria de obter maiores informações sobre a familia Kopp Sei que meu avô saiu de São Bento com a família e foi pra Rio Negro, mas não consigo localizar registro de entrada dele no Brasil.

  107. Olá meu nome é Alcelina sou neta de João Henrique Weiss. Mas não tenho nenhuma informação de que região da Alemanha ele veio e nenhum de seus descendentes.

  108. Gostaria de receber informações sobre as famílias Priebi. Meu bisavô veio da Alemanha com esse sobrenome e gostaríamos de resgatar essa estória.

  109. Boa Tarde!

    Gostaria de saber mais sobre a família Duffeck, que consta na lista. Muito obrigado.

  110. Bom dia
    Eu tenho o sobrenome Sluminsky do meu avô paterno José Sluminsky ele viveu a vida toda em São Bento mais precisamente nasceu em Rio natal…meu avô materno tbm…de sobrenome Jankoswky.
    Vocês possuem registros de que ano essas famílias vieram da Polônia? Em que porto chegaram??
    Quem veio?? Tatáravôs ou trisavôs??

  111. Olá, tenho Herbert na família e não encontro mais nada da família. Já pesquisei muito e nada encontro. Notei que há Herbst na lista. Teria mais alguma informação?
    Obrigada

  112. Aqui em Canoinhas SC meu ex chefe falecido chamava Leonardo knop, faleceu em 2012 cm 80 anos ainda existe uma olaria de tijolos com este sobrenome knop

  113. Ola
    Meu nome e Willian karachinski
    Gostaria de um contato para informação sobre as familias karachinski da regiao
    Sou do PR

  114. Boa noite, venho procurando sobre minha família que veio da Polônia para o brasil no nsvio koln desembarcando no Rio de Janeiro em 28 / 12 / 1980, e encintrei o sobrenome deles szymanski. Como encontraria mais coisas sobre eles . Obrigada

  115. Olá. Meu marido procura informações e documentos do tataravô Johann Wloch e trisavô Gustav Wloch. Li um comentário com algumas informações, poderiam nos ajudar? Obrigado.

  116. Sou descendente da família Wielewski (prúcia ocidental) e Koening ou Koning. Comecei a fazer minha árvore genealógica em um site a alguns anos e achei muito interessante.

  117. Me passe seu email que tenho alguns dados sobre a familia Wloch Gustav Wloch é meu bisavô materno. Meu nome é Humberto Wagner e meu email stwagner10@gmail.com. Fico no aguardo.

  118. Heiden – Vieram da Prússia – Conforme documentos do Family Search

  119. Heiden – Vieram da Prússia – Lühmannsdorf, Greifswald, Pommern, Preußen, Alemanha – Conforme documentos do Family Search

    Christ Friederich Carl Wilhelm Heiden casado com Johanne Freiherr e Pais de Joao Frederico Samuel Heiden, antigos moradores da estrada da serra

  120. Bom dia. Gostaria de saber o que se tem sobre os Baran (Galícia)
    Baron (Galícia)

  121. Olá, primeiro quero lhe agradecer por esse belo trabalho , fiquei mto contente por ver essa lista, entretanto, não tem nela o sobrenome de meu avô ( Victor Manfredo Ottockar Kullack) … Ainda não tenho certeza sobre a data da chegada ao Brasil , mas meu pai (Léo Ottockar Kullack) nasceu em São Bento no dia 28 de dezembro de 1932 … Muito obrigada, aguardo resposta.

  122. Bom dia Henrique Fendrich!

    Meu nome é Daniele Schiessl, e desejamos descobrir mais sobre o bisavó do meu marido chamado ANTONIO SCHIESSL que foi professor na Colônia Olsen entre 1914 e 1916, inclusive no arquivo histórico de São Bento localizamos os registros dos alunos dele, com assinatura dele. Mas não estamos encontrando a certidão de óbito onde ele faleceu, ele chegou ao Brasil com 12 anos em 1891 com seu pai Andreas Schussel e Theresia Schussel e seu nome era Anton Schussel vindos de Hamburgo na Alemanha em 25/06/1891.No Brasil virou Antonio Schiessl ou Schiessel ou Schiesl e casou-se com Catharina Schiesl, cujo os pais dela se chamavam Luiz Hubb e Maria Hubb.
    Precisávamos localizar algum documento de casamento dele ou óbito para termos a certeza da naturalidade dele, na lista de sobrenomes está como Baviera um estado da Alemanha.

  123. Henrique tudo bem? Sou descendento direto (tataraneto) de Francisco Minikowski e Anna Greinert.

    Gostaria de saber onde em São Bento do Sul ou Itaiopolis eu poderia pegar uma copia autentica do documentos deles?

  124. boa tarde!
    Sou Carin Grimm…filha de Richard Grimm de Timbo/SC…gostaria de saber contato de parentes da família Grimm em São Bento/SC.

  125. Boa noite!
    Meu nome é Greice, procuro contatos para saber da origem da família Wolter. Sou de Canguçu- RS… Favor entrar em contato. Obg

  126. Bom dia.
    Por gentileza, gostaria de obter informações sobre a família Jankowski.
    Grata
    Ana

  127. também procuro família Deller que viveu nos anos de 1873 a 1911 aí no Planalto norte

  128. FAMÍLIA DELLER 1873 SE ALGUÉM CONHECEU COMO ELES SAIRAM DA ALEMANHA E CHEGARAM NA LAPA PR

  129. Boa tarde, vi na relação o meu sobrenome materno, Buba, indicando que é da Galícia, mas os meu bisavós vieram da Polônia, e o polonês era a linguá falada no seio da família, minha mãe era Ester Buba, filha de Vitor Buba e Etelvina Reichardt, será que houve algum engano quanto a origem do nome de família?

  130. Boa tarde,
    Sou trineta do August KÜCHLER, sei que ele foi um dos fundadores de São Bento do Sul, ele foi pai da minha bisavó Francisca KÜCHLER que veio da Alemanha bem pequena, com apenas 4,1/2 anos de vida
    Gostaria de saber se já existe algum grupo desta nossa família
    beatrizkormann@gmail.com
    41 999671319 watts

  131. Caro Henrique, meu tataravô paterno, Blazej Buba, chegou em São Bento em 1884, fiquei muito feliz por encontrar essas informações.
    Agora procuro dados da minha avó paterna, da família Stall, não consegui nenhuma informação até o momento, nem no cartório e nem na igreja.
    Você tem alguma ideia de onde posso procurar? Grata pela atenção!

  132. Gostaria de saber mais sobre a familia Brzeski, que provavelmente sejam meus antepassados.

  133. Olá!
    Estou a procura de dados dos meus antepassados meu vô se chamava Ladislau Niedzelski e minha vó Rosalia Urbaneki.
    Tens algum dado desses sobrenomes ?
    Obrigada

  134. Olá Bom Dia,

    Estou a procura de informações sobre os imigrantes Kurowsky, eles chegaram em Sao Bento/SC e posteriormente estabeleceram-se em Rio Negrinho/SC.

    LEONARDO KUROWSKY, (nascido em 25/10/1880, falecido em 25/01/1959)

    e sua esposa KLARA GERTLER também polonesa, nascida em 22/12/1883 e falecida 31/01/1938.

    Qualquer coisa que me ajude a encontrar o porto de onde sairam, navio em que chegaram, porto em chegaram…..cadastro consular….enfim.

    Desde ja agradeço.

  135. Gostaria de mais informações sobre os Brandt e Schroeder. Obrigada!

  136. Olá, gostaria de saber mais sobre a família Krajewski. Obrigada.

  137. Vi que o sobrenome do meu avô materno está na lista(Picarski) gostaria de saber mais sobre os descendentes.

  138. Ola,gostaria de saber mais sobre a família do meu pai, Pedro Novicki, nome de seu pai era João Novicki casado com Amália ,da Lapa no Paraná. Agradeço desde já. Cordialmente.

  139. Olá, meu bisavô era Gruber e veio da Áustria (Bach) para Santa Catarina. Casou-se com 30 anos em Blumenau, no ano de 1899. Não sei que navio o trouxe nem que ano chegou. Onde consigo alguma informação a mais? Agradeço imensamente

  140. Gostaria se saber mais sobre a família Dziedicz a origem data de chegada ao brasil e em sbs

  141. ola, sou de Irati parana, estamos em busca de um ramo de antepassado Alemao de minha esposa, esse antepassado casou se com uma pessoa da família Marschalk, oriundo da colônia Augusta Victorio, Mafra. pode me ajudar? O bisavô da minha esposa chamava se Frederico holmann, ou hohmann, alguns dcts mudam H, por,L.Filho de Carlos holmann e Hilda Holmann. Neto de (paternos) Henrique hohmann e Maria Hohmann. (maternos) Henrique Marschalk e Amália Marschalk.Agradeco por informações das origens.

  142. Boa tarde, parabéns pelo trabalho! Super legal!

    Alguns poloneses saíram de são bento para agudos do sul, uma dessas família era os hadas, estou procurando o túmulo de Jacob hadas que chegou em São Francisco em 1886, e foi para são bento.
    Existe a possibilidade dele estar no cemitério do povoado do rio vermelho, consegue me ajudar com está busca?

  143. Gostaria de saber mais sobre a origem do sobrenome Hacker.

  144. João konopka casado com maria gevieski de Irineópolis faleceram 2007/2009

  145. Gostaria muito de saber sobre hubl… vc poderia me passar mais informações?

  146. Olá, tenho particular interesse nos dados de uma imigrante que casou-se em 1904 com C.P. Hansen, de nome Rosa Meinz ou Mainz e tiveram um filho,em 1905, na região de Canoinhas. Ele nasceu na atual Dinamarca e ela era nascida em Hamburg em 1888..

  147. Gostaria de informações sobre a familia Naglo. Minha avó chamava-se Erna Naglo

  148. Boa tarde.
    Identifiquei nesta lista o sobrenome da família do meu avô materno, Carlos Zimmer.
    De acordo com a lista os Zimmer tem origem na Boemia.
    Fiquei muito feliz em saber

  149. Boa tarde!!
    Gostaria, se possível, obter maiores informações sobre a chegada da família Zimmer, meus bisavós, em São Bento do Sul

    Antecipadamente agradeço.

    Jussara

  150. Boa Noite. Estou procurando as origens dos meus bisavós/tataravós. Meu bisavô Carl (Carlos) Ernst Christian Runze chegou em 1912 e casou com Olga (nascida Wolter), que era viúva de Oswaldo Huhn. Daí nasceu minha avó Erika Runze. Já achei alguns registros da Familia Wolter, inclusive na lista de sobrenomes acima, e pela certidão de casamento de Carl e Olga, os pais dela se chamavam Wilhelm e Carolina(e). Isso é o que eu sei. Como Olga aparentemente nasceu em 1881 e não achei nenhum Wilhelm Wolter na lista de imigrantes, imagino que ele tb tenha nascido aqui no Brasil. Gostaria de ir mais longe do que isso, se possível, a fim de cruzar o Atlântico e tentar achar seus antepassados na Alemanha.

  151. um dia abençoado para todos:
    estou a procura das minhas raízes gostaria de saber sobre a família:
    NOSSOL:
    ANTONIO NOSSOL CASADA COM CLARA NOISSOL QUE SÃO MEUS BISAVOS, por parte de minha avo HELENA NOSSOL CASADA COM MEU AVO KMIECIK

  152. GOSTARIA DA DATA DE NASCIMENTO E FALECIMENTO DE ANTONIO NOSSOL E CLARA NOSSOL E TAMBEM DE JACOB KMIECIK E FRANCISCA KMIECIK

  153. Gostaria de informações da Família SELL. Nome dos imigrantes e ano de chegada no Brasil.. Se sabem de algum SELL que conseguiu dupla nacionalidade por vir da Pomerânia Alemanha. E se tem como obter outras informações. Agradeço.

  154. Boa tarde !
    Gostaria de ter informações sobre a família
    “Schiessl (Baviera).”

  155. Olá, gostaria de saber mais a respeito da família Huber. Sou bisneta de Georg (Jorge) Huber e Bertha Julia Huber.
    Obrigada.

  156. Olá, gostaria de saber mais a respeito da família Stall (Galícia) . Meu tataravô se chamava André Stall.

  157. Boa tarde. Procuro o atestado de óbito do meu Tataravô Franz Greinert. Alguém pode me ajudar a encontrar?

  158. Estou procurando local de nascimento da minha bisavô, Josephina Oppitz Evangelista.

  159. Bom dia.
    Gostaria de obter informações referente a família Schritke vinda da Boemia.
    Desde já agradeço.

  160. Olá sou Bisneto de Cândido d’ Oliveira Ribas está no livro de registros de cadamentos 1899 da igreja Santíssimo coração de Maria em São Bento gostaria de saber mais de sua origem minha avó disse que ele veio da Europa.

  161. Olá sou Bisneto de Cândido d’ Oliveira Ribas está no livro de registros de casamentos 1899 da igreja Santíssimo coração de Maria em São Bento gostaria de saber mais de sua origem minha avó disse que ele veio da Europa.

  162. Olá, gostaria de saber mais sobre a família Henning, estou a procura dos meus antepassados para construir minha árvore Genealógica. Sei apenas a partir do meu bisavô (constam na certidão de nascimento de minha mãe) que era Guilherme Henning e sua esposa Etelvina Henning (creio que o sobrenome dela de solteira era Roscamp), moravam em Rio Negro no Paraná.

  163. Boa noite, alguma informação a mais obre as famílias Zemann e Minikowski?

  164. Olá sou descente de Affonso Neumann, filho de Josefa Wischral. Ele se casou com Bernardina de Olivera, filha de Francisco de Oliveira e Maria de Jezus de Oliveira. Desta família Oliveira não sei nada. Minha avó ficou órfã e sua irmã morreu depois de seu pai, de crupe. Já o Affonso Neumann é filho de Theodoro Neumann e de Josefa Neumann (retirou o Wischral não sei o motivo!) . O q vc pode me ajudar?

  165. Ola, sou descendente de Georg Neppel, gostaria de saber se teriam mais informações para que eu possa anexar em meu livro de registros. Grato

  166. Olá busco maiores informações a respeito de meu tataravô: Francisco Schussel. Flho de José Schussel e Magdalena Schussel, nascidos na alemanha. ele casou no dia 07/02/1885 com Antonio Maria da Foinseca em Rio Negro/PR. Grato Marcos (papvale@yahoo.com.br)

  167. Meu primo já pediu informações, só corrigindo o sobre nome, Schiells.
    Depois de casaco com Antônia, Franz casou com Balbina de Oliveira.

  168. Olá
    Gostaria de ter mais informações sobre a família Karwat (Galicia).

  169. Recentemente descobri que meu avô era de São Bento do Sul e passou a morar em Canoinhas, Willy Hauffe. Gostaria de mais informações sobre os registros da família Haufe.

  170. Olá. Parabéns pela pesquisa. Gostaria de saber mais informações sobre a família Vater. Se tiver algum registro de Teresia Vater da região de Itaiópolis, ficaria grata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s