Feeds:
Posts
Comentários

Um dia, o prédio mais alto de São Bento já foi o Edifício Castelo Branco, na Rua Felipe Schmidt, como atesta essa matéria, publicada no jornal Tribuna da Serra de 24.02.1973.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

Já tratamos aqui da passagem da poetisa Maria Kahle por São Bento, ainda na década de 1910, cogitando que ela também devia ter passado pela cidade na década de 1930, quando começou a percorrer as colônias alemãs do mundo todo fazendo propaganda do regime nazista. Agora podemos dar essa hipótese como confirmada, pois temos o seguinte relato, tirado das cartas de Jorge Zipperer (não conhecemos o tradutor), sobre a visita de Maria Kahle em 1934:

“Há poucas semanas recebemos em nossa região a poetisa alemã Maria Kahle, a qual foi recebida em todas as comunidades alemãs, pois ela trabalha muito para preservar a cultura alemã. Por tudo ela foi recebida com muita cordialidade, mesmo pelas famílias de origem portuguesa. Mesmo a rede ferroviária arrumou-lhe um vagão especial. Em Rio Negrinho tivemos uma noite cultural. Nossa orquestra executou, primeiramente, três músicas e entre elas os “Contos dos Bosques de Viena”, de Johannn Strauss. O coral cantou duas canções, crianças de escolas cantaram o Hino Nacional Brasileiro. Depois falou a extraordinária mulher por uma hora e trinta minutos, para o salão repleto e tão atento que, se uma agulha caísse, ouvir-se-ia o seu barulho. Havia crianças, jovens, adultos e até famílias brasileiras que em sua maioria entendem a língua alemã. Maria Kahle passou em São Bento os últimos dois anos da Guerra, 1917 e 1918, e assim tornou-se muito amiga do povo daqui. Em seus escritos ela também lembrou dos alemães da Boêmia e narra sua luta pela preservação de sua cultura, bem como as dos bucovinos e dos alemães da Banat. Ela viajou por toda Boêmia, Budweiss e outras comunidades alemãs. Mas em Eger ela foi expulsa pelos tchecos. Ontem eu recebi dela uma carta do Paraguai”.

Em 1898, depois de um baile dos imigrantes boêmios de São Bento (nos dois sentidos), decidiu-se fazer uma serenata ao juiz de direito da comarca, Manoel Pimentel de Barros Bittencourt. Queriam tocar o hino brasileiro, mas não sabiam a música de cor. Tocaram então o austríaco mesmo. Todos cantaram em coro e ao final deram um grande viva ao juiz. Este, apareceu na janela e falou algumas palavras, naturalmente em português, que ninguém conseguiu entender. Depois eles se despediram ao som da marcha Radetzky, de Strauss. E consta que no dia seguinte receberam um ofício do juiz agradecendo a homenagem.

Não se sabe para onde estavam sendo levados, mas os bois abaixo foram flagrados no instante em que passavam pelo antigo Salão Zipperer, o “Zipprasoal”, que também era conhecido como “Cruzeiro do Sul”. O salão, de propriedade do imigrante boêmio Josef Zipperer, ficava na atual Rua Barão do Rio Branco, em frente ao Shopping Zipperer. O prédio do shopping, por sua vez, viria a ser o “Salão Independência”, de propriedade de José Zipperer Filho. Mas isso só bem depois da época em que essa foto foi tirada. No salão de Josef Zipperer, que aparentemente também servia de pousada, fez a sua sede a Sociedade Auxiliadora Austro-húngara, durante a década de 1890. Mas este salão ficou pequeno demais para os bailes promovidos pela sociedade, razão pela qual seria trocado pelo Salão Knop.

A imagem pode conter: árvore e atividades ao ar livre

As manchetes abaixo aparecem em edições do jornal Tribuna da Serra em 1964.

Confira aqui a Parte I e a Parte II.

manchete

manchete
manchete

manchete1

manchete2

manchete3

manchete4

manchete5

manchete6

manchete7

manchete8

manchete9

manchete10

manchete11

manchete14

manchete12

manchete13

manchete15

manchete16

Os sobrenomes abaixo estiveram presentes nos primeiros anos da colonização em São Bento do Sul. Entre parênteses está a origem das famílias na Europa.

Nem todas essas famílias ficaram na cidade. Muitas se espalharam por Campo Alegre, Rio Negrinho, Piên, Itaiópolis, Mafra, Canoinhas e outras cidades da região.

E aí, você identificou a sua família?

Se quiser saber mais sobre alguma dessas famílias, entre em contato nos comentários.

Achaz (Boêmia)
Altmann (Boêmia)
Angewitz (Prússia Ocidental)
Anton (Boêmia)
Arnold (Baviera)
Artner (Boêmia)
Aschenbrenner (Boêmia)
Augustin (Boêmia e Prússia Ocidental)
Bacherl (Boêmia)
Baier (Baviera)
Bail (Boêmia)
Balatka (Boêmia)
Banach (Prússia Ocidental)
Banak (Prússia Ocidental)
Baran (Galícia)
Baron (Galícia)
Bartnick (Áustria)
Bauer (Boêmia)
Baum (Silésia)
Bäumerl (Áustria)
Bayerl (Boêmia)
Bechler (Boêmia)
Beckert (Boêmia)
Behlke (Prússia Ocidental)
Belke (Prússia Ocidental)
Beil (Boêmia)
Bendlin (Pomerânia)
Bergmann (Boêmia)
Beuter (Saxônia)
Beyerl (Boêmia)
Biermann (Renânia)
Binek (Prússia Ocidental)
Blascheck (Boêmia)
Blaschkowski (Prússia Ocidental)
Bodziak (Galícia)
Boechler (Boêmia)
Bollmann (Hamburgo)
Bönish (incerta)
Bostelmann (incerta)
Bradtke (Hannover)
Brandl (Boêmia)
Brandt (Pomerânia e Silésia)
Bray (Boêmia)
Brey (Boêmia)
Brezinski (Prússia Ocidental)
Brockmann (Mecklenburg)
Brokopf (Boêmia)
Brosowski (Renânia)
Brugger (Prússia)
Brunnquell (incerta)
Brüske (Galícia ou Prússia Ocidental)
Brzeski (Galícia ou Prússia Ocidental)
Buba (Galícia)
Buchinger (Boêmia)
Büchner (Saxônia)
Casper (Galícia)
Chabowski (Prússia Ocidental)
Chapiewski (Prússia Ocidental)
Cherek (Prússia Ocidental)
Chlapsa (Galícia)
Christof (Boêmia)
Cichiewicz (Galícia)
Cichowiecz (Galícia)
Cieslinski (Prússia Ocidental)
Czadek (Boêmia)
Czapiewski (Prússia Ocidental)
Czernay (Boêmia)
Data (Prússia Ocidental)
Deller (Prússia Ocidental)
Denk (Boêmia)
Derenewicz (Galícia)
Dittert (Silésia)
Dobeck (Prússia Ocidental)
Dobner (Boêmia)
Dolla (Prússia Ocidental)
Dombitzki (incerta)
Dorner (Boêmia)
Drawans (Pomerânia)
Dreschler (Boêmia)
Dreweck (Prússia Ocidental)
Duffeck (Boêmia)
Dums (Boêmia)
Dziedzic (Galícia)
Eckel (Boêmia)
Eckl (Boêmia)
Eckstein (Boêmia)
Erhl (Boêmia)
Eichendorf (Prússia Ocidental)
Ellingen (incerta)
Endler (Boêmia)
Engel (Pomerânia)
Engler (Prússia Ocidental)
Erl (Boêmia)
Faralich (Prússia Ocidental)
Feix (Boêmia)
Felow (Pomerânia)
Fendrich (Boêmia)
Fertig (Pomerânia)
Finke (Boêmia)
Fischer (Saxônia e Boêmia)
Fleischmann (Boêmia)
Flemming (Prússia Ocidental)
Flenik (Prússia Ocidental)
Franz (Baviera e Pomerânia)
Freitag (Mecklenburg)
Fricka (Prússia Ocidental)
Friedrich (Boêmia)
Frisch (Boêmia)
Fryca (Prússia Ocidental)
Fuchs (incerta)
Fuckner (Westfália)
Furhbach (Boêmia)
Fuhrmann (Prússia Ocidental)
Funk (Boêmia)
Furmankiewicz (Galícia)
Furmann (Prússia Ocidental)
Fürst (Boêmia)
Gaertner (Boêmia e Silésia)
Galikowski (Prússia Ocidental)
Galkowski (Prússia Ocidental)
Garoskewicz (Galícia)
Gärtner (Boêmia e Silésia)
Gassner (Boêmia)
Gatz (Pomerânia)
Gelinski (Prússia Ocidental)
Giese (Pomerânia)
Glade (incerta)
Gliszczynski (Prússia Ocidental)
Goll (Pomerânia)
Gonschier (Silésia)
Gonsior (Silésia)
Göpfert (Boêmia)
Gorgas (Alemanha)
Görnert (Boêmia)
Gorniack (Galícia)
Gornowitz (Prússia Ocidental)
Gosdetzki (Galícia)
Greffin (Prússia)
Gregor (Boêmia)
Greinert (Prússia Ocidental)
Greipel (Silésia)
Grifka (Prússia Ocidental)
Grimm (Boêmia e Pomerânia)
Grobe (Hannover)
Grolob (incerta)
Grosskopf (Boêmia)
Grossl (Boêmia)
Grossmann (Boêmia)
Gruber (Boêmia)
Grund (Prússia Renana)
Gschwendtner (Boêmia)
Günther (Pomerânia)
Gurniack (Galícia)
Gürtler (Silésia)
Gutmann (Saxônia)
Gwisdalla (Prússia)
Gwisdatta (Prússia)
Habowski (Prússia Ocidental)
Hacker (Baviera)
Hackbarth (Pomerânia)
Hadas (Galícia)
Hannemann (Saxônia)
Hannig (Silésia)
Hansen (Prússia e Dinamarca)
Hannusch (Boêmia)
Hanush (Boêmia)
Hart (Prússia Ocidental)
Harz (Galícia)
Hastreiter (Baviera)
Hatschbach (Boêmia)
Haufe (Silésia)
Haupt (Boêmia)
Heiden (incerta)
Heiderich (Boêmia)
Heinrich (Boêmia)
Henning (Prússia)
Herbst (incerta)
Herdina (Boêmia)
Hereck (Prússia Ocidental)
Hermann (Prússia)
Hertl (Saxônia)
Hertz (incerta)
Hettwer (Silésia)
Heyse (Berlim)
Hien (Boêmia)
Hilgenstieler (Schleswig-Holstein)
Hille (Saxônia)
Hillebrand (Boêmia)
Hinke (Boêmia)
Hinz (Prússia Ocidental)
Hoffmann (Boêmia e Baviera)
Hornick (Baviera)
Hornig (Baviera)
Huber (Baviera)
Hübl (Boêmia)
Hübner (Boêmia)
Huebl (Boêmia)
Hümmelgen (Pomerânia)
Hussmann (Hamburgo)
Hüttl (Boêmia)
Jackl (Boêmia)
Jaeger (Boêmia)
Jaenk (incerta)
Jakusch (Prússia Ocidental)
Jankowski (Prússia Ocidental)
Jantsch (Boêmia)
Janzkowsky (Prússia Ocidental)
Jazdewsky (Prússia Ocidental)
Jazewsky (Prússia Ocidental)
Jedlinski (Galícia)
Jelinski (Prússia Ocidental)
Jensen (Dinamarca)
John (Boêmia)
Jung (Boêmia)
Jungbäck (Boêmia)
Jungbeck (Boêmia)
Junke (incerta)
Jürgensen (Dinamarca)
Kacynski (Prússia Ocidental)
Kahlhofer (Boêmia)
Kamienski (Polônia Russa)
Kanopka (Galícia)
Karachinski (Galícia)
Karasinski (Galícia)
Kardauke (Prússia)
Karwat (Galícia)
Kaschubowski (Prússia Ocidental)
Kaspschuck (incerta)
Katzer (Boêmia)
Kaulfersch (Boêmia)
Kaulfuss (Boêmia)
Kautnick (Boêmia)
Keil (Boêmia)
Kellner (Baviera)
Kern (Boêmia)
Kerscher (Baviera)
Kirschbauer (Boêmia)
Klaumann (incerta)
Klein (Baviera)
Kleinschmidt (Pomerânia)
Kmicik (Galicia)
Kmiecik (Galícia)
Knapik (Galícia)
Knop (Pomerânia)
Kobs (Prússia)
Kobus (Prússia Ocidental)
Koch (Prússia)
Kock (Prússia)
Koehler (Saxônia e Boêmia)
Koenig (Alemanha e Boêmia)
Kohlbeck (Boêmia)
Köhler (Saxônia e Boêmia)
Kollross (Boêmia)
Köne (Prússia)
König (Alemanha e Boêmia)
Konkel (Prússia Ocidental)
Konkol (Prússia Ocidental)
Konlatsch (Boêmia)
Konopka (Galícia)
Konrad (Boêmia)
Kopp (Silésia)
Koppe (Silésia)
Kötzler (Silésia)
Kowalski (Prússia Ocidental)
Krainski (Prússia Ocidental)
Krajewski (Pomerânia)
Krajinski (Prússia Ocidental)
Krause (Boêmia e Silésia)
Krenz (Hungria)
Kreppel (Baviera)
Kreschik (Galícia)
Kriegisch (Hungria)
Kroll (Prússia)
Kröppel (Baviera)
Krzisiki (Galícia)
Krzysiki (Galícia)
Kuchler (Boêmia e Prússia Ocidental)
Kujawski (Prússia Ocidental)
Kundlatsch (Boêmia)
Kunkol (Prússia Ocidental)
Kuonz (Baviera)
Kurowski (Galícia)
Kürten (Prússia)
Kwitschal (Boêmia)
Labenz (Prússia Ocidental)
Landowski (Prússia Ocidental)
Lang (Boêmia)
Langhammer (Boêmia)
Larsen (Noruega)
Laska (Prússia Ocidental)
Lawatsch (Boêmia)
Leck (Prússia Ocidental)
Ledebour (Prússia)
Leffke (Prússia Ocidental)
Leick (Prússia Ocidental)
Leyk (Prússia Ocidental)
Libuszowski (Galícia)
Liebl (Boêmia)
Lietz (incerta)
Lilla (Prússia Ocidental)
Linke (Boêmia)
Linzmayer (Boêmia)
Linzmeyer (Boêmia)
Lobermayer (Boêmia)
Lonski (Prússia Ocidental)
Lorenz (Boêmia)
Ludwig (Boêmia)
Ludwinski (Galícia)
Lurbietzki (Prússia Ocidental)
Lurwetzki (Prússia Ocidental)
Machnicki (Galícia)
Mai (Boêmia)
Maier (Boêmia)
Malinowski (Prússia)
Mallon (Pomerânia)
Malschitzky (Silésia)
Mann (Boêmia)
Mareth (Boêmia)
Maros (Boêmia)
Marsalek (Galícia)
Marschalek (Galícia)
Marschalk (Galícia)
Marx (Boêmia)
Marzateck (Galícia)
Maurer (Boêmia)
May (Boêmia)
Mayer (Boêmia)
Meier (Boêmia)
Meister (Silésia)
Meyer (Boêmia)
Michalski (Prússia Ocidental)
Michler (Silésia)
Michoski (Polônia Russa)
Milczewski (Galícia)
Mielke (Pomerânia)
Mikus (Galícia)
Mikush (Galícia)
Milde (Boêmia)
Minikowski (Prússia Ocidental)
Modl (Boêmia)
Molenda (Silésia)
Mrosk (Prússia)
Mühlbauer (Boêmia e Baviera)
Mühlmann (Saxônia)
Müller (Boêmia, Baviera, Hamburgo e Alsácia)
Münsch (Boêmia)
Muschol (incerta)
Mushal (Prússia)
Musiol (incerta)
Musolf (incerta)
Nack (Boêmia)
Naderer (Boêmia)
Naglo (Posen)
Nake (Boêmia)
Narloch (Prússia Ocidental)
Natzke (Pomerânia)
Neidert (Áustria)
Neisser (Boêmia)
Neitzke (incerta)
Neppel (Boêmia e Baviera)
Nepsui (incerta)
Neubauer (Boêmia e Prússia Ocidental)
Neumann (Boêmia, Pomerânia, Prússia e Silésia)
Niedzelski (Prússia Ocidental ou Galícia)
Niemezuck (Prússia Ocidental)
Nigrin (Boêmia)
Nossol (Galícia)
Nowicki (Holstein)
Oberhofer (Boêmia)
Odia (Prússia Ocidental)
Onicki (Galícia)
Oppitz (Silésia)
Orth (incerta)
Ortmeyer (Prússia)
Osika (Galícia)
Ossowski (Prússia Ocidental)
Pankiewicz (Galícia)
Pankratz (Baviera)
Pannetiz (Pomerânia)
Pauli (Boêmia)
Pazda (Prússia Ocidental)
Peschel (Boêmia)
Peukert (Boêmia)
Peyerl (Boêmia)
Pfeiffer (Boêmia)
Pflanzer (Boêmia)
Pikarski (Prússia Ocidental ou Galícia)
Pikush (Galícia)
Pilat (Prússia Ocidental)
Pilz (Boêmia)
Piritsch (Prússia)
Plaszek (Galícia)
Poerner (Boêmia)
Pöschl (Boêmia)
Posselt (Boêmia)
Preissler (Boêmia)
Preussler (Boêmia)
Priebe (Pomerânia)
Prill (Prússia Ocidental ou Galícia)
Procop (Boêmia)
Prusak (Prússia Ocidental)
Pscheidt (Boêmia)
Pykocz (Galícia)
Raab (Boêmia)
Raczka (Galícia)
Radiszewski (Polônia)
Rank (Boêmia)
Raschel (Boêmia)
Rathunde (incerta)
Ratkowski (Prússia Ocidental)
Reckziegel (Boêmia)
Reddin (incerta)
Redel (Pomerânia)
Reichel (Silésia)
Reinhardt (incerta)
Reischwald (Pomerânia)
Reisser (Boêmia)
Resnizeck (Boêmia)
Reusing (Pomerânia?)
Richter (Prússia Ocidental, Hannover e Boêmia)
Robl (Baviera)
Roerl (Boêmia)
Roesler (Boêmia)
Roeder (Pomerânia)
Rohrbacher (Boêmia)
Röhrl (Boêmia)
Ronsberger (incerta)
Röpke (Pomerânia)
Rosinski (Prússia Ocidental)
Rössler (Boêmia)
Roszynski (Prússia Ocidental)
Rothsal (Pomerânia)
Ruchinski (Prússia Ocidental)
Rückl (Boêmia)
Ruczka (Galícia)
Rudnick (Pomerânia)
Rujanowski (Galícia)
Runschka (Galícia)
Ruske (incerta)
Ruzanowski (Galícia)
Ryssel (Saxônia)
Sajdak (Galícia)
Sanocki (Galícia)
Schade (Prússia)
Schadeck (Boêmia)
Schaffhauser (Boêmia)
Scharafin (Prússia Ocidental)
Scheffel (Boêmia)
Scheide (incerta)
Schellin (Brandenburg)
Schemeinski (incerta)
Schier (Boêmia)
Schiessl (Baviera)
Schindler (Boêmia ou Silésia)
Schiocizerski (incerta)
Schlagenhaufer (Boêmia)
Schlemm (incerta)
Schlinzig (Boêmia)
Schlögl (Boêmia)
Schmidt (Oldenburg)
Schneider (Pomerânia e Prússia)
Schoenfelder (Silésia)
Schöffel (Boêmia)
Scholz (Prússia)
Schreiner (Boêmia)
Schritke (Boêmia)
Schrobinski (incerta)
Schröder (Boêmia e Pomerânia)
Schroeder (Boêmia e Pomerãnia)
Schultz (incerta)
Schürer (Boêmia)
Schütler (Holstein)
Schwarz (Boêmia)
Schwedler (Boêmia)
Sedlak (Boêmia)
Seeling (Saxônia)
Seiboth (Boêmia)
Seidl (Boêmia)
Seidel (Boêmia)
Selke (Pomerânia)
Sell (Pomerânia)
Senn (Saxônia)
Sezotko (incerta)
Sich (Prússia Ocidental)
Sill (Pomerânia)
Sikora (Prússia)
Simm (Boêmia)
Sinke (incerta)
Slopianka (Prússia)
Sluminski (Prússia Ocidental)
Somkewicz (incerta)
Späet (Baviera)
Spitza (Prússia Ocidental)
Spitzner (Prússia Ocidental)
Sprotte (Silésia)
Stall (Galícia)
Stange (incerta)
Stark (Boêmia e Württemberg)
Staffen (Boêmia)
Stanislaswki (Prússia Ocidental)
Stascheck (Boêmia)
Steinbock (Holstein)
Sternart (Boêmia)
Stiegelmaier (Boêmia)
Stiegler (Boêmia)
Stocker (Baviera)
Stoeberl (Boêmia)
Stomorky (Prússia)
Stomowski (Prússia)
Stracke (Boêmia)
Straus (Saxônia)
Strehle (Saxônia)
Streit (Boêmia)
Strnad (Boêmia)
Strupp (Boêmia)
Stüber (Boêmia)
Stuiber (Boêmia)
Suschek (Prússia Ocidental)
Suszek (Prússia Ocidental)
Svenson (Suécia)
Swarowski (Boêmia)
Swintkowski (Galícia)
Szemplawski (incerta)
Szymanski (Galícia)
Tandler (Boêmia)
Tascheck (Boêmia)
Tauscheck (Boêmia)
Tauscher (Boêmia)
Telma (Galícia)
Tetzlaf (incerta)
Thomas (Boêmia)
Tireck (Boêmia)
Trauer (Prússia)
Treml (Boêmia)
Treutler (Silésia)
Trzeciak (Galícia)
Tschernai (Boêmia)
Tschoerner (Prússia Ocidental)
Tschoeke (Silésia)
Tulecki (Galícia)
Tuletzki (Galícia)
Tureck (Boêmia)
Tyrek (Boêmia)
Uhlig (Boêmia e Saxônia)
Uhlmann (Boêmia)
Ulbrich (Boêmia)
Ullmann (Boêmia)
Ullrich (Boêmia)
Urbanetz (Boêmia)
Vater (Boêmia)
Vorbach (Boêmia)
Wabersich (Boêmia)
Wagner (Saxônia)
Waldmann (Prússia Ocidental)
Walkowski (Prússia Ocidental?)
Walter (Boêmia)
Wand (Boêmia)
Wantowski (Galícia)
Warschinski (Prússia Ocidental?)
Wattenbach (Prússia Ocidental)
Weber (Silésia, Baviera e Saxônia)
Wegrzyn (Galícia)
Wegryznowski (Galícia)
Weihermann (Westfália)
Weiss (Boêmia e Baviera)
Wendler (Boêmia?)
Wessalowski (Rússia)
Wessolowski (Rússia)
Wielewski (Prússia Ocidental)
Wielgosz (Galícia)
Wildner (Boêmia)
Wischral (Hungria)
Wilgosh (Galícia)
Witt (Prússia Ocidental)
Wloch (Silésia)
Woehl (Boêmia)
Wöhl (Boêmia)
Woiakewicz (Galícia)
Woiciechowski (Galícia)
Woit (Prússia Ocidental)
Wojakiewicz (Galícia)
Wolf (Boêmia)
Wollner (Boêmia)
Wolter (incerto)
Wordell (EUA)
Worell (Boêmia)
Wotroba (Boêmia)
Wünsch (Boêmia)
Zanta (Boêmia)
Zappe (Boêmia)
Zellner (Baviera)
Zemann (Boêmia)
Ziebarth (Prússia)
Zierhut (Boêmia)
Ziemann (Prússia Ocidental)
Zigowski (Prússia Ocidental)
Zimmer (Boêmia)
Zimmermann (Boêmia e Prússia)
Zipperer (Boêmia)
Zöllner (Baviera)
Zschoerper (Saxônia)
Zumbach (incerta)

Antes de São Bento contar com assistência religiosa regular, a igreja católica mais próxima era a de Joinville. Assim, alguns casais são-bentenses chegaram a descer a serra, em uma viagem que levava dias, a fim de se casar na igreja de Joinville.

Em março de 1876, o padre Carlos Boegershausen, vigário de Joinville, veio pela primeira vez à colônia de São Bento, visitando as duas igrejinhas que foram construídas pelos imigrantes: a Santíssimo Coração de Jesus, erguida pelos polacos na Estrada Wunderwald (aparentemente era a mais antiga) e a Santíssimo Coração de Maria, erguida pelos alemães no centro.

Curiosamente, nesta primeira vinda ele não celebrou nenhum matrimônio, apenas realizou diversos batizados.

O primeiro casamento em terras são-bentenses ocorreu apenas no mês de agosto de 1876. Realizado na capela dos polacos, a cerimônia uniu Michael Karasinki e Catharina Demska no dia 06.08.1876.

O primeiro casamento local, portanto, não foi o de Benedikt Bayerl e Anna Maria Neppel, como geralmente se diz. Os dois se casaram dois dias depois, na rústica igreja levantada no centro de São Bento. Este foi apenas primeiro casamento desta igreja, e também o primeiro envolvendo imigrantes de origem germânica.

Nesta primeira vinda do padre Carlos a São Bento foram realizados sete casamentos. Embora São Bento já contasse com um livro próprio para os registros de batismo desde a vinda do padre no mês de março, os registros de casamento continuaram sendo feitos nos livros de Joinville durante 1876 e 1877. Neste período, foram seis visitas do padre em que ele celebrou casamentos de são-bentenses.

No ano de 1878, já não aparecem registros de são-bentenses no livro de casamentos de Joinville, com exceção de alguns noivos que se casaram com moças de Joinville. Por outro lado, o primeiro livro de casamentos próprio de São Bento do Sul inicia-se apenas no mês de fevereiro de 1879, sendo bem possível que os casamentos realizados durante o ano de 1878 tenham tido o seu registro perdido.

Abaixo, segue uma lista com todos os moradores de São Bento que aparecem em registros de casamento nos livros de Joinville entre os anos de 1875 (data da primeira aparição) e 1879. Ao lado de cada casal está o local em que o casamento foi realizado.

22/06/1875 Antônio Beckert e Dorothea Kim (Joinville)

19/06/1876 João Mühlbauer e Barbara Hübl (Joinville)

19/06/1876 Francisco Stöberl e Catharina Frich (Joinville)

06/08/1876 Miguel Karasinski e Catharina Demska (Wunderwald)

06/08/1876 Custódio Alves Correia e Maria Ribeiro Simões (Wunderwald)

06/08/1876 Belmiro Coelho da Rocha e Thomázia Carvalho de Lima (Wunderwald)

08/08/1876 Benedicto Bayerl e Maria Neppel (São Bento)

08/08/1876 João Schiessl e Barbara Siemet (São Bento)

09/08/1876 José Tauscheck e Anna Kröppel (São Bento)

10/08/1876 Francisco Augustin e Antonia Pawlowska (Wunderwald)

21/09/1876 Pedro Cardoso de Lima e Maria Ignácia (Joinville)

08/11/1876 Isaac Ribeiro de Lima e Francisca Gonçalves das Neves (Joinville)

14/11/1876 Carlos Müller e Maria Anna Kamienska (Wunderwald)

14/11/1876 Mathias Piritsch e Eva Witt (casa do noivo)

02/12/1876 João Nepomuceno e Joanna Massaneiro (Joinville)

12/02/1877 Wenzel Strupp e Agatha Maria Anna Pohl (São Bento)

12/02/1877 José Grossl e Anna Stöberl (São Bento)

13/02/1877 Manoel Joaquim d’Oliveira e Anna Maria Servina (São Bento)

13/02/1877 José Brígido da Silva e Maria das Dores Pedroso (São Bento)

01/04/1877 Luciano Alexandre Nenevé e Balduína Simões da Silva (Joinville)

18/04/1877 José Zipperer e Anna Maria Pscheidt (São Bento)
18/04/1877 Jorge Zipperer e Magdalena Zipperer (São Bento)

18/04/1877 Augusto Koenig e Amália Paulina Eichendorf (escola pública de SBS)

27/06/1877 Jorge Weber e Francisca Maurer (São Bento)

27/06/1877 Antonio Stueber e Josefina Szarmach (São Bento)

27/06/1877 José Gassner e Philomena Hornick (São Bento)

27/06/1877 José Kellner e Catharina Linsmeier (São Bento)

27/06/1877 Carlos Pscheidt e Catharina Grossl (São Bento)

28/06/1877 Antônio Gonçalves de Siqueira e Maria Rosa (São Bento)

28/06/1877 Wolfgang Kirschbauer e Theresa Pawel (São Bento)

29/06/1877 José Rössler e Mariana Slowinska (São Bento)

12/09/1877 Antonio Zipperer e Inês Bresinski (São Bento)

13/09/1877 Manoel Antonio Gonçalves e Francisca Cidral de Siqueira (São Bento)

15/09/1877 André Seidl e Catharina Grossl (São Bento)

15/09/1877 Pedro de Ramos e Francisca (São Bento)

16/09/1877 Pedro Pscheidt e Anna Linsmeier (São Bento)

16/09/1877 José Linsmeier e Theresia Zipperer (São Bento)

16/09/1877 Carlos Klingner e Barbara Peukert (São Bento)

25/11/1877 Antonio Finke e Julia Peukert (São Bento)

26/11/1877 João Dums e Francisca Dorner (São Bento)

26/11/1877 José Bachl e Inez Uhlmann (São Bento)

19/01/1878 Francisco Kamienski e Maria Bertha Malschitzky (Joinville)

12/02/1878 Antônio José Ferreira e Escolástica Ribeira (Joinville)

05/03/1878 Joaquim Ribeiro Valente e Francisca Massaneira (Joinville)

10/03/1878 Agostinho Machado Ramalho e Anna da Silva (Joinville)

10/03/1878 Firmino Cardoso Rodrigues e Cezarina Borges da Costa (Joinville)

03/08/1878 Carlos Geraj Kamienski e Maria Ulrichsen (Joinville)

31/08/1878 Pedro Manoel de Ramos e Candida Maria dos Santos (Joinville)

09/03/1879 Guilherme Fuckner e Eugenia Lohmann (Joinville)

25/05/1879 Christóvão Neumann e Anna Diener (Joinville)