Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Costumes Boêmios’

O pioneiro Josef Zipperer, em seus diários compilados na obra “São Bento no Passado”, enuncia alguns costumes trazidos por imigrantes boêmios e bávaros, e que hoje já estão totalmente esquecidos. Eis alguns deles:

– Um grande crucifixo era erguido em frente da casa que se queria construir.

– Comemorava-se o terceiro domingo de outubro como o Dia de Ação de Graças pela colheita. No Brasil, a data caia na primavera e no tempo do plantio. No entanto, também era comemorada.

– Para anunciar o casamento de alguém, um menestrel dirigia-se às residências declamando o seu convite. Ao final, desenhava a giz na porta da casa uma coroa de ramos e dentro dela a quantia a ser paga pelas refeições.

– O primeiro convidado a chegar na festa do casamento era recebido com uma garrafa de vinho.

– Uma das atrações das festas era uma corrida para disputar uma espécie de “chapéu velho”. Quem o conseguisse, era o mais cortejado da festa. Acredita-se que o costume pretendia simular o rapto da noiva.

– Na véspera do casamento, crianças faziam um barulho infernal na casa da noiva, usando latas vazias e principalmente cacos de vidro, que eram quebrados em mil pedaços. Supunham que o sentido original era afugente os espíritos malignos. A noiva tinha o trabalho de retirar os cacos no dia seguinte. Quanto mais cacos, mais feliz seria o casamento!

– Uma vez por ano, realizavam uma romaria a um determinado santuário, sempre no dia 08 de setembro, em que se lembravam do nascimento de Nossa Senhora.

– Os enterros costumavam ser “comemorados”. Familiares e amigos seguiam para salões ou botequins.

– O pão só era cortado depois de ser benzido.

Read Full Post »