Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Genésio Tureck’

Publicado no Jornal Evolução de 11.10.2012.

O Passado do Prefeito

Ainda durante o período eleitoral, me dispus a investigar o passado dos candidatos a prefeito de São Bento. Aproveitando as facilidades dessa vida moderna, levantei a árvore genealógica de Fernando Tureck, Flávio Schuhmacher e Magno Bollmann – e só não fiz o mesmo com Rogério Fossati por desconhecer algumas informações básicas. Passo a descrever especificamente alguns detalhes sobre os antepassados do prefeito eleito Fernando Tureck.

Naturalmente, todos conhecem o pai de Fernando Tureck. Foi o também prefeito Genésio Tureck, eleito em 1982 e falecido durante o mandato. Talvez nem todos saibam que o pai de Genésio, chamado Herberto Tureck, foi prefeito de Rio Negrinho entre 1964-1966. São, portanto, três gerações de prefeitos. Herberto era filho de Rodolfo Tureck, são-bentense e operário. Seu pai chamava-se Josef Tureck, era lavrador e nasceu na Boêmia, que na época pertencia à Áustria e atualmente é parte da República Tcheca.

Josef Tureck era filho de outro Josef Tureck, casado com Anna Grall, com quem imigrou ao Brasil em ano incerto, pois não foi encontrado seu nome nas listas de passageiros. No Brasil, o casal se estabeleceu na Estrada Dona Francisca. O pai do segundo Josef Tureck chamava-se Ignatz Tureck, casado com Rosina. É o Tureck mais antigo conhecido até agora, pentavô do prefeito eleito Fernando Tureck.

Embora nos faltem relatos sobre a vida dos Tureck na Boêmia, não é difícil imaginar que ela não era das mais agradáveis. Em sua grande maioria, os imigrantes boêmios eram gente bastante simples que vivia da roça ou, caso não tivessem terras, eram explorados pelos patrões que as tinham. Na esperança de melhores condições de vida, imigravam.

Provavelmente nunca passou pela cabeça do imigrante Tureck se meter em política. Todos os imigrantes estavam mais preocupados em sobreviver. Mas foi justamente essa gente trabalhadora que garantiu um futuro melhor aos descendentes e permitiu que eles pudessem se interessar por outras coisas – como política. Tenho a impressão de que o velho Josef Tureck se esqueceria rapidamente de todo o sofrimento e privação que passou nos primeiros anos da imigração e diria que tudo valeu a pena quando visse três gerações de prefeito entre seus descendentes.

Fernando Tureck descende ainda das famílias Anton, Müller e Wolf, todas com a mesma origem boêmia. No entanto, também é descendente de poloneses. Herberto Tureck era casado com Ana Ruzanowski, filha de Valentim e neta de Andreas Ruzanowski, que imigrou com o seu pai, também Valentim, de Dembowiec, na Galícia. Tureck descende ainda das famílias Wantowski, Sanocki e Czapiewski.

Em seu lado materno, Tureck tem ancestrais da família Hussmann, de origem protestante, imigrantes de Hamburgo, onde deviam uma vida um pouco melhor que os boêmios e poloneses. Mas seu bisavô Félix Hussmann foi casado com Frida Diener, cuja família tem origem no norte da Boêmia, mais desenvolvido. Por fim, Tureck descende da família Ritzmann, que esteve em Canoinhas mas, se eu bem entendi, esteve também no Rio de Janeiro. Também parecem vir de lugares mais prósperos na Europa.

Eis aí um resumo do que um enxerido descobriu sobre o passado do prefeito eleito.

Read Full Post »