Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Preussler’

Famílias da Boêmia e suas aldeias de origem

Abaixo, seguem o nome de aldeias da Boêmia e os respectivos sobrenomes de famílias que de lá imigraram ao Brasil pelo porto de São Francisco do Sul.

A maioria se estabeleceu em São Bento do Sul/SC, mas outras tomaram destinos diversos, inclusive indo para o Rio Grande do Sul.

Há sobrenomes que aparecem em várias aldeias. Sugiro pesquisar um sobrenome usando Ctrl + F.

Há famílias que ainda não tiveram a sua aldeia identificada.

Se estiver interessado em uma informação ou pesquisa específica sobre alguma dessas famílias, entre em contato.

ALBERSDORF: Baumrucker, Böhm

ALBRECHTSDORF: Endler, Fischer, Paulata, Rössler, Simm, Swarowsky, Zimmermann

ARNAU: Havel, Kapp, Scholz

ARNSDORF (há mais de uma): Jankel, Raschel, Schlögl (Schlegl)

AUSSIG: Malik

BÄRNSDORF: Ritter

BAUSCHOWITZ (há mais de uma): Laube

BAUTZEN: Schützel

BRAND (há mais de uma): Schwarz

BRUNN: Barnack

BUCHAU: Kolbe

BULLENDORF: Lammel

CHINITZ-TETTAU: Gruber, Knickel, Stiegelmeier (Stiegelmeyer)

CHUDIWA: Gruber

DALLESCHITZ: Jappe

DESCHENITZ: Dietrich (Ditrich), Seidl (Seidel), Treml, Zierhut

DESSENDORF: Adamitschka, Fischer, Schwedler

DITTERSBACH: Altmann

DÖRRSTEIN: Rohrbacher

DUX: Grimm, Schneider, Walter

EGER: Bergler

EISENSTEIN: Gschwendtner, Maurer (Mauerer), Pilati, Schaffhausen, Stöberl (Stoeberl)

EISENSTRASS: Bachal (Bachel), Baierl, Böschl (Pöschl), Brandl, Brozka, Frisch, Fürst, Gregor, Grossl (Grassl), Kahlhofer, Konrad, Kuchler, Linzmeyer (Linzmayer), Marx, Neppel , Pflanzer, Schröder (Schroeder)

FALKENAU (há mais de uma): Tietzmann

FLECKEN: Baierl, Hübl (Hiebl), Hien, Kohlbeck, Kirschbauer, Kautnick (Koutnick), Maier (Mayer), Mühlbauer, Münch, Prechtl, Rank, Stascheck (Tascheck), Stueber (Stuiber, Stüber), Stöberl (Stoeberl), Treml, Zipperer

FREIHÖLS: Adlersflügel, Rosenscheck (Rosnischeck)

FREUDENBERG: Richter

FRIEDLAND IN BÖHMEN: Neumann, Scholz

FRIEDRICHSDORF: Prade

FRIEDRICHSWALD: Gärtner (Gaertner), Heinrich, Keil, Lammel, Müller, Schaurig (Schaurich), Streit, Weber

FUCHSBERG: Heinrich

GABLONZ: Brückner, Fink(e), Görnert, Grolop, Hatschbach, Hinke, Hübner, Kirschner (Kirchner), Kohl, Ludwig, Luke, Scholz, Seidl (Seidel), Strackel, Vorbach, Zenkner

GLASHÜTTEN: Aschenbrenner, Eckstein, Grosskopf, Seidl (Seidel), Weiss, Wotroba

GRÄNZENDORF: Bergmann, Hübner, Leubner, Patzelt, Rieger, Seibt, Tandler, Ullrich

GRAUPEN: Seifert (Seiffert)

GRÜNAU: Artner

GRÜNTHAL: Ludwig

GRÜNWALD: Bergmann, Fleischmann, Heidrich (Haidrich), Scholz, Wöhl (Woehl), Zappl (Zappe), Zeemann (Zemann)

GUTBRUNN: Kundlatsch

HAIDA: Hermann, Langhammer, Student

HAIDL AM AHORNBERG: Bayerl (Bail)

HAMMERN: Augustin, Buchinger (Puchinger), Dorner, Drechsler, Dums, Eckel, Ehrl (Erl), Fürst, Grossl, Jungbeck, Kahlhofer (Kohlhofer), Kollross, Liebl, Linzmeyer (Linzmayer), Muckenschnabel, Oberhofer, Pscheidt, Rorhbacher, Rückl, Schreiner, Stiegler, Stöberl (Stoeberl), Tauscher (Tanscher)

HARRACHSDORF: Seidl (Seidel)

HINTERHAUSER: Christoph (Christof)

JOHANNESBERG: Fischer, Gürtler, Jantsch, Kaulfuss, Nierig, Pilz, Posselt, Preussler, Reckziegel, Rösler (Rössler), Schöler, Schwedler , Worm

JOHANNESTAHL: Mai (May), Stark, Swarowsky, Thalowitz

JOSEFSTHAL: Dressler, Zimmermann

KALTENBRUNN: Gassner, Hübl (Hiebel), Schreiner

KARLSBERG: Posselt

KATHARIENBERG: Beckert

KLATTAU: Fleischmann, Mundel

KLETSCHEDING: Bauer

KOCHOWITZ: Hanush (Hannusch)

KOHLHEIM: Grosskopf, Kroll, Schürer

KOMOTAU: Schreiber

KUKAN: Kittel, Mensel, Simm

LABAU: Pfeiffer

LADOWITZ: Schneider

LANGENAU: Hüttel, Keil

LANGENBRÜCK (há mais de uma): Jung

LANGENDORF (há mais de uma): Glaeser, Rauch

LEWIN: Grossmann

LICHTNECK: Stiegelmeier (Stiegelmeyer)

LIEBENAU: Preissler, Skolande, Watzke

LIEBORITZ: Anton, Hübsch

LIPTITZ: Bobel (Bobl), Czernay

LOMNITZ BEI GITSCHIN: Fendrich

MAFFERSDORF: Bergmann, Hauser, Keil, Klinger, Lorenz, Maier (Mayer), Möller, Posselt, Schwarzbach, Wöhl (Woehl)

MARIA RADSCHITZ: Nacke (Nake, Nakl)

MARIASCHEIN: Kern

MARIENBERG: Altmann, Breisler, Endler, Fischer, Müller, Neumann, Niester, Poerner (Perner), Ringmuth, Simm, Urbanetz , Wolf (Wolff)

MARSCHOWITZ: Grossmann, Hatschbach, Pfeiffer

MAXDORF: Dressler, Elstner, Hoffmann, Jäckel  (Jäkel), Morch, Pilz, Prediger, Reckziegel, Schöler, Tandler, Tischer, Vater

MORCHENSTERN: Elstner, Endler, Engel, Feix, Fischer, Haupt, Hoffmann, John, Kaulfuss, Klinger, Köhler, Luke, Melich, Posselt, Reil, Rössler, Scheibler, Scheufler, Schier, Schöffel (Scheffel), Staffen (Steffen), Strauski, Ullmann, Ullrich, Wildner

MÜLLIK: Pauli

NEU PAULSDORF: König

NEUBIDSCHOW: Neumann, Schick

NEUDORF (há mais de uma): Bauer, Binder, Dobner, Dunzer, Hoffmann, Hüttl (Hütl), Mareth, Peyerl, Preissler, Schlögl , Schreiber, Schwarz, Warth, Weiss, Wolf (Wolff)

NEUERN: Augustin, Grosskopf, Pospischil, Schadeck, Tauscheck (Tauschek), Zierhut

NEUSORGE: Dittrich

NIEDER-GEORGENTHAL: Grohmann

OBERKREIBITZ: Bienert

OSSEGG: Liebsch

PELKOWITZ: Klamatsch, Lang, Seiboth (Saiboth), Sedlak , Stracke, Weiss

PETLARN: Bauer, Theinl

PILSEN: Morawka

PLÖSS: Hübl (Hiebl)

POLAUN: Bartel, Feix (Faix), Fischer, Haupt, Hinke, Langhammer, Neumann, Pachmann, Seidl (Seidel), Umann, Weinert

PRISCHOWITZ: Friedrich, Hossda, Lang, Rössler, Schier, Simm, Thomas

PULETSCHNEI: Schöffel (Scheffel), Wabersich

RADL: Kundlatsch (Rundlatsch), Seiboth

RATSCHENDORF: Kaulfersch, Rieger

REHBERG: Gruber, Pauckner, Raab

REICHENAU: Fink(e), Hoffmann, Jäger, Kraus(s), Kwitschal (Kwicala), Maschke, Milde, Peukert, Preissler, Preussler, Rössler (Roesler), Schwarzbach, Strnad (Sternardt), Stracke, Weiss, Wenzel

REICHENBERG: Beckert, Brokopf,  Fiebiger, Hartel, Hoffmann, Hübner, Killmann (Kilmann), Kluss, Mittelstedt, Purde, Riedel, Roscher, Stark, Thurm, Worrel (Warel)

RÖCHLITZ: Linke

ROSSHAUPT: Degelmann, Diener, Dobner, Dörfler, Fleischmann, Freiersleben, Friedel, Hoffmann, Körb, Krauss, Kreutzer, Magerl, Nosseck, Plomer, Prem, Randig, Rauch, Salfer, Stieg, Veith (Voith), Wagner

ROTHENBAUM: Bechler (Boechler), Rank, Wöllner

RÜCKERSDORF: Appelt, Maros (Meros)

SATTELBERG: Raab

SCHENKENHAHN: Friedrich

SCHLAN: Michel

SCHLUCKENAU: Otto

SCHÖNWALD (há mais de uma): Huf , Steiner

SCHUMBURG: Richter, Swarowsky

SILBERBERG: Bayerl

SONNENBERG: Hanel, Wand

SPITZBERG: Katzer, Kriesten, Schindler

STADTLER: Hoffmann, Müller, Schiessl, Uhlig (Uhlich), Uhlmann, Wolf (Wolff)

STEINSCHÖNAU: Richter, Ritschel

ST. KATHARINA: Augustin, Drechsler, Grossl, Hoffmann, Lobermeyer (Lobermayer), Maurer (Mauerer), Münch, Rank, Stuiber (Stüber)

SVAROV: Balatka

TACHAU: Wächter

TANNWALD: Brückner, Endler, Feix, Hillebrand, Horn, Nigrin, Schnabel, Schwarz, Seibt

TIEFENBACH: Tureck, Umann

ULLERSDORF: Köhler, Zeithammer

UNTERMARKTSCHLAG: Naderer

VOITSDORF: Schlinzig

WALDAU: Duffeck

WEGSTÄDTL: Neumann

WEISSKIRCHEN: Hoffmann

WIESENTHAL: Dietrich (Ditrich), Fischer, Haupt, Hoffmann, Jantsch, Koliska, Krupka, Ludwig, Lung, Nowotny, Pfeiffer, Rössler, Scholz(e), Wöhl (Woehl), Zimmermann

WURZELSDORF: Hermann, Korbelar, Krause, Neumann, Schier

Read Full Post »

Citando Josef Blau, Vasconcellos e Pfeiffer afirmam que Johann Rössler era um homem bonito e elegante, que “andava sempre bem vestido e cuidadoso com a sua aparência” (PFEIFFER, 1991, p. 325). Várias vezes Rössler teria tentado conseguir uma vaga de Conselheiro Municipal, mas sem obter sucesso.

Em 27.08.1884, o então presidente da Província de Santa Catarina, Francisco da Gama Rosa, assinou o processo de naturalização de Johann Rössler, que então passava a ser considerado oficialmente um cidadão brasileiro. Esse documento, no entanto, o qualifica como súdito alemão, quando, na verdade, era austríaco, posto que a Boêmia, àquela época, fazia parte do Império Austro-húngaro.

Os cinco filhos de Johann tiveram que ficar sob sua inteira responsabilidade quando, às 3h do dia 23 ou 24.09.1893, ocorreu o prematuro falecimento de Amalie Preussler, vítima de tísica, contando com apenas 39 anos. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Católico da Estrada dos Bugres, onde a família morava. Em 1956, foi transladado para o Cemitério Municipal, no mesmo túmulo de seu marido. Seu neto Otto Roesler Filho, presente na ocasião, disse ter ficado “impressionado com o fato de a ossatura de Amalie Preussler ser de compleição grande e forte” (TELMA, 2010, p. 1). 

Terminava, dessa forma, a história do romance iniciado ainda em alto-mar. Em janeiro de 1894, Johann Rössler contraiu segundas núpcias com a também viúva Franziska Augusta Mühlbauer – e não Kohlbeck, como apontado na obra de Vasconcellos e Pfeiffer. O casamento civil dos dois foi oficializado apenas em 02.02.1895. Franziska havia nascido em Flecken ou Rothenbaum, na Boêmia, no dia 24.06.1867. Veio ao Brasil em 1876, a bordo do Humboldt, acompanhado dos pais Michael Mühlbauer e Anna Maria Kordig.

Em São Bento do Sul, Franziska casou-se no dia 05.09.1883 com Anton Augustin, nascido e batizado em Hammern, na Boêmia, filho de Josef Augustin e Anna Maria Modl, com quem veio ao Brasil a bordo do mesmo navio. O casal passou a morar na Estrada das Neves e teve, entre os filhos que chegaram à idade adulta, Catharina, que se casaria com Eduardo Pscheidt, e Francisca, casada com Otto Zschoerper. Anton Augustin faleceu aos 28 anos no dia 10.11.1890, vítima de desastre.

Era essa, até então, a história familiar de Franziska, que aceitou se casar novamente, dessa vez com Johann Rössler, o qual, como visto, já contava com cinco filhos de sua falecida esposa. Dessa segunda união de Johann nasceram mais quatro filhos: Bertha, nascida no dia 20.07.1895; Júlia, nascida no dia 13.06.1897; João, nascido no dia 20.04.1900; e Emília, nascida no dia 15.11.1904.

Leia também:

Parte I

Parte II

Read Full Post »

No mesmo navio em que imigrou Johann Rössler, viajava aquela que, em São Bento do Sul, viria a ser sua esposa. Chamava-se Amalie Preussler, nascida em Grafendorf no dia 12.10.1853. Era filha de Bernard Preussler e Maria Anna Jäger, neta paterna de Ferdinand Preussler e Anna Elisabeth Staffen, e neta materna de Augustin Jäger e Anna Maria Ehrentraud (RECKZIEGEL, 2008, p. 1). O registro de imigração de Amalie aponta que ela viajava na condição de criada, mas ainda não foi possível descobrir para quem trabalhava. Ao contrário do que é possível ler no artigo de Vasconcellos e Pfeiffer, Amalie não veio com a família – ao menos, não existe qualquer menção a Bernard Preussler nas listas de passageiros.

 Convivendo durante um mês a bordo, Johann e Amalie se interessaram um pelo outro e começaram a construir a sua história. Ao chegar em solo são-bentense, Johann comprou dois lotes de 30 alqueires cada na Estrada dos Bugres – região de solo pouco fértil, como os primeiros colonos do lugar descobriram. Essa dificuldade, e as demais que surgiram por conta da natureza inóspita que os rodeava, em muito contrastavam com as promessas que foram feitas a eles quando ainda estavam na Europa. Vasconcellos e Pfeiffer salientaram a dificuldade desses imigrantes para se adaptar a uma realidade que não esperavam e tampouco estavam acostumados:

Não possuíam eles a menor experiência em relação à mata virgem, transitável apenas por picadas. Conflitos de fronteiras com o Paraná, cobras, animais selvagens, incursões de índios, doenças, privações de toda sorte, faziam-nos desanimar, e em nada contribuíram para o seu bem-estar. (PFEIFFER, 1991, p. 323)

Apesar de todas as dificuldades, as necessidades não deixavam alternativa que não fosse a de trabalhar arduamente, pois só assim poderiam sobreviver e, alcançando maior estabilidade, projetar um futuro mais promissor. Aos poucos essas famílias foram se adaptando e conseguindo melhorar as suas condições de vida.

Naqueles primeiros anos, tudo indica que Johann Rössler já estava morando com Amalie Preussler, embora o casamento não houvesse sido oficializado. No dia 04.09.1878, Amalie deu à luz o primogênito do casal, que recebeu o nome de Otto. Foiele, assim, o primeiro Roesler brasileiro. O casamento religioso aconteceu apenas no dia 21.03.1882, em uma cerimônia simples na Capela do quilômetro 17 (Siebzehn). Já no mês de junho daquele ano, no dia 19, nasceu o segundo filho do casal, chamado Raymundo. Além deles, Johann e Amalie também foram pais de Emma, nascida em 24.06.1884, Maria, nascida em fevereiro de 1887, e Anna, nascida em 02.04.1891.

Leia a parte I.

Read Full Post »

[A família Tischer faz parte dos antepassados de Amalie Preussler, matriarca da família Roesler de São Bento do Sul]

I. JOHANN TISCHER, nascido em Johannesberg, na Boêmia, e falecido em Grünwald no dia 20.06.1725. Casou-se em Nabsel em 11.10.1676 com Susanna Hüttmann, nascida antes de 1656, filha de Johann Hüttmann. Foram pais de, entre outros:

II. JOHANN CHRISTOPH TISCHER, lavrador em Johannesberg #19. Nasceu em Johannesberg e foi batizado em 01.12.1683 em Nabsel. Faleceu por volta de 1736, possivelmente em Johannesberg. Casou-se em Morchenstern no dia 30.01.1714 com Regina Rössler, de Johannesberg, filha de Christoph Rössler e Maria Heidrich (ver título Rössler). Tiveram:

III. ANNA MARIA TISCHER, nascida em Johannesberg no dia 16.08.1716 e falecida em Grafendorf em 10.01.1773. Casou-se com Gottfried Preussler, de Albrechtsdorf, filho de Johann Georg Preussler e Salomena Prediger (ver Prediger). Tiveram geração conforme o título PREUSSLER.  

[Todas as informações relativas aos ancestrais de Amalie Preussler foram obtidas pelo pesquisador tcheco Bruno Reckziegel, profundo conhecedor dos arquivos do norte da Boêmia, e gentilmente repassadas. Para a reprodução do conteúdo, solicita-se a citação das fontes]

Read Full Post »

[A família Prediger faz parte dos antepassados de Amalie Preussler, matriarca da família Roesler de São Bento do Sul]

I. GEORG PREDIGER, lavrador em Tannwald #80 e #81. Nasceu em Tannwald, na Boêmia, por volta de 1611 e faleceu antes de 1684, no mesmo lugar. Casou-se com Barbara, nascida por volta de 1615 e falecida em Tannwald no dia 06.09.1694. Tiveram, entre seus filhos:

II. DANIEL PREDIGER, lavrador em Tannwald #61. Nasceu em Tannwald e foi batizado em Reichenberg no dia 26.03.1645. Faleceu em Tannwald no dia 01.01.1726. Casou-se antes de 1667 com Anna, falecida em Tannwald no dia 07.03.1714. Foram pais de:

III. ELIAS PREDIGER, lavrador em Josefsthal #6. Nasceu em Tannwald no dia 28.03.1672 e faleceu em Josefsthal em 19.01.1737. Casou-se em Nabsel em 29.10.1690 com Rosina Feix, nascida em 28.01.1670, possivelmente em Tannwald, e falecida em Josefsthal no dia 03.05.1730, filha de Elias Feix, falecido em Tannwald em 15.05.1716, e sua esposa Rosina, com quem se casou antes de 1667. Elias Prediger e sua esposa Rosina Feix tiveram:

IV. SALOMENA PREDIGER, nascida em Tannwald no dia 26.02.1691, e falecida em Josefsthal no dia 02.03.1741. Casou-se com Johann Georg Preussler, de Albrechtsdorf, filho de Christoph Preussler e Susanna Linke. Tiveram geração conforme o titulo PREUSSLER.

[Todas as informações relativas aos ancestrais de Amalie Preussler foram obtidas pelo pesquisador tcheco Bruno Reckziegel, profundo conhecedor dos arquivos do norte da Boêmia, e gentilmente repassadas. Para a reprodução do conteúdo, solicita-se a citação das fontes]

Read Full Post »

I. CHRISTOPH PREUSSLER, lavrador em Albrechtsdorf #33, na Boêmia. Nasceu antes de 1657 e casou-se em Nabsel no dia 18.02.1677 com Susanna Linke, filha de Martin Linke, um dos primeiros moradores de Albrechtsdorf, onde era lavrador, tendo falecido em 16.02.1691, e sua esposa Maria. Christoph Preussler e Susanna Linke tiveram, entre outros:

II. JOHANN GEORG PREUSSLER, nascido em Albrechtsdorf no dia 08.06.1688, tendo depois se mudado para Josefsthal, onde faleceu em 29.03.1744. Casou-se em 19.11.1713 com Salomena Prediger, de Tannwald, filha de Elias Prediger e Rosina Feix (ver Prediger). Foram pais de:

III. GOTTFRIED PREUSSLER, lavrador e tecelão em Grafendorf #7. Nasceu em Albrechtsdorf no dia 29.07.1714 e faleceu em Grafendorf no dia 20.05.1784, vítima de cólera. Casou-se em 21.11.1745, quando morava em Josefsthal, com Anna Maria Tischer, de Johannesberg, filha de Johann Christoph Tischer e Regina Rössler (ver Tischer). Viúvo, Gottfried voltou a se casar em 16.11.1788 com Anna Maria Pilz. Teve com sua primeira esposa:

IV. FERDINAND PREUSSLER, morador de Grafendorf #25. Nasceu em Grafendorf no dia 13.06.1767. Casou-se pela primeira vez em Morchenstern no dia 21.11.1796 com Maria Anna Seidl e, já viúvo, casou-se no mesmo lugar em 25.09.1806 com Anna Elisabeth Staffen, de Antoniwald, filha de Anton Staffen e Maria Elisabeth Mitlehner (ver Staffen). Ferdinand Preussler e sua segunda esposa tiveram:

V. BERNARD PREUSSLER, nascido em Grafendorf no dia 02.01.1810.  Casou-se em Johannesberg no dia 10.09.1840 com Maria Anna Jäger, nascida em Johannesberg no dia 03.03.1816, filha de Augustin Jäger, tecelão em Karlsberg #35, anteriormente em Johannesberg #12 e #16, e sua esposa Anna Maria Ehrentraud, de Ebersdorf, a qual era filha de Gottlob Ehrentraud, falecido antes de 1813, morador de Ebersdorf #3 e de Friedland, e Anna Rosina Wendler, de Luxdorf. Bernard Preussler e sua esposa foram pais de:   

VI. AMALIE PREUSSLER, nascida em Grafendorf no dia 12.09.1853, tendo sido batizada em Johannesberg. Imigrou ao Brasil em 1876, como criada, a bordo do Vandalia. Durante a viagem, conheceu Johann Rössler (VASCONCELLOS, 1991), de Reichnau, filho de Franz Rössler e Antonia Lang, com quem viria a legitimar sua união em São Bento do Sul no dia 21.03.1882. Amalie faleceu em São Bento do Sul no dia 22 ou 23.09.1893, vítima de tísica. Sua lápide está no Cemitério Municipal de São Bento, que ainda não existia na época do seu falecimento, razão pela qual acredita-se em translado ou então em equívoco. A geração segue no título ROESLER.

[Todas as informações relativas aos ancestrais de Amalie Preussler foram obtidas pelo pesquisador tcheco Bruno Reckziegel, profundo conhecedor dos arquivos do norte da Boêmia, e gentilmente repassadas. Para a reprodução do conteúdo, solicita-se a citação das fontes]

Read Full Post »

Minha trisavó Amalie Preussler nasceu em 12.10.1853, na aldeia de Grafendorf, na Boêmia. A lembrança dos 155 anos dessa data, comemorados hoje, é ainda mais especial. Na semana passada, uma correspondência via email com o pesquisador Bruno Reckziegel fez com que eu descobrisse toda a genealogia de Amalie – em alguns ramos, chegando a 9 gerações.

Amalie era filha de Bernard Preussler e Anna Jaeger – nomes que eu já tinha. Era neta paterna de Ferdinand Preussler e Elisabeth Staffen, e neta materna Augustin Jäger e Anna Maria Ehrentraud. São esses apenas os primeiros nomes de todos os que Reckziegel me passou, e que me garantiram o meu ramo alemão mais antigo até o momento, chegando até por volta de 1590.

No Brasil, Amalie se casou com Johann Rössler, que havia imigrado ao Brasil em 1876, no mesmo navio que ela. Amalie Preussler é a matriarca de todos os Roesler de São Bento do Sul e região.

Read Full Post »