Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Wien’

Por muito tempo acreditou-se, com base inclusive nos livros de história de São Bento, que o sapateiro e professor Friedrich/Frederico Fendrich fosse natural de Viena. É justamente essa a origem apontada para ele na lista de passageiros do barco Alert, que o trouxe ao Brasil em 1875.  Sabíamos inclusive que havia sido na capital austríaca que ele havia aprendido o ofício de sapateiro, e lá também teria conseguido uma certa cultura que o distinguiria a ponto de ser improvisado como professor  nos primeiros anos de São Bento. Mas agora sabemos que não foi lá que nasceu.

E sabemos porque o próprio Fendrich afirmou em registro de batismo ter nascido num lugar chamado Lomnitz, na Boêmia. Há mais de uma aldeia com esse nome na República Tcheca, país que abriga o atual território da Boêmia, mas imagino que agora já somos capazes de afirmar que Friedrich Fendrich nasceu na atual cidade de Lomnice nad Popelkou.

Dois mau-entendidos desfeitos

Por um acaso providencial, o registro de batismo em 1880 de Amália Josefina Fendrich, filha de Frederico, informa mais do  que Lomnitz como a cidade natal de seu pai: diz também perto de onde ela ficava. É de se concluir que também àquela época havia mais de uma Lomnitz na Boêmia, na época pertencente ao Império Austro-húngaro, e então o velho Fendrich teve a intenção de especificar ao Padre Carlos Boegershausen de qual delas exatamente ele vinha.  O padre ouviu e anotou: “Lomnitz, perto de…”. Aí entrou o primeiro mau-entendido, e que foi de nossa parte.

Ainda sem ter tido acesso aos livros de batismo da Igreja Católica de São Bento, fui informado de que o registro dizia “perto de Hochin”. Estive tão encantado por essa revelação do lugar de origem de Frederico Fendrich e certo da sua veracidade que mesmo agora, quando o acesso a esses livros é bastante facilitado,  sequer havia me ocorrido a necessidade de conferir o que estava escrito. E com essas informações fiz pesquisas e fui atraído por pistas falsas, que quase me levaram a aceitar Lomnice nad Luznici, no sul da Boêmia, como aldeia natal dos Fendrich.

Mas hoje, enquanto eu fazia um trabalho alheio à minha família, catalogando todos os batizados antigos da cidade, topei com o registro da Amália Josefina, e então pude perceber: não estava escrito Hochin.

Basta reparar na grande diferença existente entre o começo da suposta palavra Hochin e a letra H inicial utilizada coincidentemente logo no registro abaixo, que trata do batizado de uma Hermina:

Não sendo um H, a primeira coisa que me ocorreu foi que seria um I seguido de T, o que transformaria a palavra em Itochin, um nome praticamente japonês e absolutamente inexistente na Boêmia antiga e na atual República Tcheca. Reparei então que o suposto O da palavra deveria ser, na verdade, um S, uma vez que não estava ligado à letra seguinte – coisa que seria bem natural no caso de um O e bem improvável no caso de um S (observe a palavra “nascida”). Formei então uma nova palavra: “Itschin”. Aí entrou o outro mau-entendido que, felizmente, não foi meu, mas do padre.

Isso porque tudo leva a crer que tenha ouvido mal o nome dito por Fendrich, que na verdade falou Gitschin. O simples acréscimo do G inicial é capaz de resolver o mistério do local de origem, pois a atual cidade de Lomnice nad Popelkou, no norte da Boêmia, foi conhecida também como Lomnitz bei Gitschin, pelo menos até 1896. É isso que diz o Wikipedia e também é isso que mostra este selo aparentemente de 1859:

A aldeia identificada

A conclusão de que os Fendrich tem origem em Lomnitz nad Popelkou encontra respaldo inclusive na obra “Bayer in Brasilien”, escrita pelo alemão Josef Blau com base nas informações a ele repassadas principalmente por Jorge Zipperer – sobrinho de Friedrich Fendrich e que o conheceu até os seus 26 anos. Isso porque na lista com 496 lotes apresentada por Blau há também a informação sobre a origem de cada um dos seus proprietários. Nela Fendrich aparece como sendo da “Nordböhmen”, ou seja, do norte da Boêmia. É exatamente a região da Boêmia em que fica Lomnitz nad Popelkou, bem ao contrário de Lomnitz nad Luznici, a pista anterior, que ficava ao sul.

Lomnitz nad Popelkou tem apenas cerca de 6 mil habitantes. Está a 83 km da capital Praga. Fica no distrito de Semily e na região de Liberec. Há algum tempo os registros eclesiásticos de Liberec estão disponíveis no Family Search, mas a princípio ainda não estão os da região e os da época do nosso interesse. Mesmo assim, a simples descoberta da aldeia direciona os esforços de pesquisa para a região e aumentam as possibilidades de desvendar alguns outros mistérios envolvendo a família Fendrich.

Como os Fendrich foram parar lá?

Até então, ninguém parece questionar a origem do sobrenome Fendrich como sendo a Áustria. Inclusive, até hoje é possível encontrar pessoas portando o sobrenome em, vejam só, Viena. Admitindo que isso seja verdade, em algum momento alguém da família Fendrich parece ter migrado para regiões distantes como a Boêmia. Os motivos e a época dessa mudança ainda são absolutamente desconhecidos. Também não sabemos quanto tempo houve entre a migração para a Boêmia e a volta de Frederico Fendrich ao provável local de origem da família – e também não sabemos ainda os motivos para isso, que podem envolver parentes ou ser meramente profissional.

O interessante é que ainda hoje existem famílias Fendrych, com Y mesmo, habitando exatamente a cidade de Lomnice nad Popelkou. Conversei há algum tempo com um deles, mas infelizmente eles não tem informações sobre o passado da sua família. Como confirmamos que a família Fendrich de São Bento tem origem nessa mesma cidade, e como o sobrenome não é comum, só uma improvável coincidência faria com que eles não fossem do mesmo ramo. Assim, o que se imagina é que, embora Friedrich Fendrich tenha partido para Viena, e de lá para o Brasil, outros membros da família Fendrich permaneceram em Lomnitz, e lá tiveram descendentes, dos quais alguns portam o sobrenome em nossos dias.

Ainda há muito mais para descobrir sobre a origem dos Fendrich, mas a identificação exata do seu local de origem representa um avanço fabuloso na biografia da família e um impulso para que conquistas tão preciosas como essa possam vir à tona.

Abaixo, posto algumas fotografias de Lomnice nad Popelkou, conforme pude coletar através do Google Earth:

Read Full Post »